Coreia do Norte anuncia que não vai participar da Olimpíada de Tóquio

Shutterstock

A Coreia do Norte não vai participar da Olimpíada de Tóquio, marcada para começar no dia 23 de julho. A informação foi divulgada nesta terça-feira (5) pelo Ministério do Esporte do país.

A decisão aconteceu por causa da pandemia da Covid-19.

Segundo o governo norte-coreano, o objetivo é “proteger os atletas da crise sanitária mundial” provocada pelo vírus. Segundo informação no site do Ministério, a medida foi aprovada pelo Comitê Olímpico nacional no último dia 25 de março.

A Coreia do Norte é o primeiro país a renunciar à participação nos Jogos Olímpicos deste ano devido à pandemia. A presença de seus dirigentes em Tóquio era vista como uma possível plataforma de aproximação com a vizinha Coreia do Sul.

Na Olimpíada de Inverno de Pyeongchang, na Coreia do Sul, em 2018, o líder supremo norte-coreano, Kim Jong Un, enviou sua irmã Kim Yo Jong para acompanhar o evento. O resultado diplomático foi dois encontros entre Jong Un com o então presidente americano Donald Trump.

A Olimpíada de Tóquio deveria ter acontecido entre julho e agosto de 2020, mas foi adiada por um ano pelo avanço da Covid-19. O evento está mantido para 2021, por enquanto, mas com uma série de restrições. Entre elas, não haverá a presença de torcedores estrangeiros no Japão.