Corinthians bate o Paraná e volta a vencer no Campeonato Brasileiro

O Corinthians bateu o lanterna Paraná, na noite desse sábado (25), e voltou a vencer em jogos pelo Campeonato Brasileiro. A equipe do Itaquerão, que ganhou pelo placar de 1 a 0, interrompeu a série de três derrotas na competição.

O zagueiro Henrique, de cabeça, fez o único gol do jogo para o Corinthians.Na próxima rodada, sábado (9), o Corinthians vai enfrentar o Atlético-MG, em casa. O Paraná vai visitar o Sport, domingo (10), no Recife.

A atuação do time de Osmar Loss, no entanto, foi aquém do esperado pela torcida. Nos primeiros minutos, houve até uma boa pressão. Jadson chegou a acertar uma bola na trave, após ótima defesa do goleiro Richard. Mas o ímpeto parou por aí.

O Paraná não só equilibrou o jogo, como conseguiu dominar uma boa parte do primeiro tempo. Cássio fez uma grande defesa e evitou que o placar fosse inaugurado.Com a bola rolando, o time alvinegro tinha enorme dificuldade para chegar à área rival. Pelo menos conseguiu descolar uma sequência de três escanteios. E foi justamente na última cobrança que Jadson colocou a bola na cabeça de Henrique.

Aos 35 min, o zagueiro corintiano subiu sozinho na grande área e testou firme. A bola ainda bateu no travessão antes de morrer na rede.

A comemoração da Fiel, porém, se dividiu com a preocupação com Cássio. Minutos antes do gol alvinegro, o arqueiro começou a sentir dores no quadril após uma defesa e, apesar de tentar continuar em campo, teve de ser substituído por Walter.

Com a vantagem no placar, o Corinthians passou a reequilibrar a partida e, enfim, armou uma boa jogada para chegar à meta adversária. No último lance antes do intervalo, Jadson enfiou a bola para Roger entre os zagueiros o atacante finalizou na trave.

Mesmo sofrendo ainda com erros de passes, a equipe corintiana voltou para a etapa final disposta a matar o jogo. Tanto que pressionou durante 15 minutos e criou algumas boas chances.O Paraná já não tinha mais o mesmo ímpeto da etapa inicial e pouco subia ao ataque. E ficou mais enfraquecido quando Leandro Vilela acabou expulso após levar o segundo cartão amarelo.

Fonte: Folhapress.