CPI da Covid antecipa convocação do governador do Amazonas

O governador do Amazonas, Wilson Lima Isac Nóbrega/PR

O governador do Amazonas, Wilson Lima Isac Nóbrega/PR

No dia em que a PF cumpriu mandados de busca ordenados pelo STJ na casa e no gabinete do governador do Amazonas, Wilson Lima, o presidente da CPI da Pandemia no Senado, Omar Aziz, decidiu antecipar o seu depoimento na comissão para a quinta-feira da semana que vem, dia 10, inicialmente previsto para o dia 29.

Aziz atendeu um pedido do senador governista Marcos Rogério, que citou o precedente da mudança de data do depoimento da médica Luana Araújo, reagendado pelo presidente da CPI para esta quarta-feira.

“Estou marcando a vinda do governador do Estado do Amazonas, que tem que dar as explicações necessárias aqui à CPI. A convocação dele estava para o dia 29. E eu farei na próxima quinta-feira. Já está agendado. Estou tirando, seria o Marcos Show. E botarei o Marcos Show pra outro dia. Então na quinta-feira que vem o governador do Amazonas estará aqui. Eu peço para a mesa convocá-lo”, declarou.

O depoente remanejado da semana que vem é o marqueteiro Marcos Eraldo Arnoud Marques, mais conhecido como Markinhos Show, que foi assessor do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello.

Também na manhã desta quarta, o STJ, que iria julgar Wilson Lima por crimes de corrupção na pandemia e o seu possível afastamento do cargo, decidiu adiar a análise da denúncia contra o governador, diante do avanço das investigações e da operação realizada mais cedo. Lima ganha tempo para se defender e seguirá no cargo. Não há nova data para o caso voltar a ser julgado.