CPI da Saúde quer saber quanto governo do Amazonas gastou com publicidade durante a pandemia 

Foto: divulgação

Durante a pandemia, enquanto a saúde do Amazonas estava um caos e dezenas de pessoas morreram por falta de atendimento médico-hospitalar, a CPI da Saúde quer saber quanto o governo de Wilson Lima estava gastando com publicidade. Para obter essas respostas, foi aprovado um requerimento, na reunião dessa segunda-feira (03), que solicitou à Secretaria de Comunicação do Amazonas (Secom) as informações sobre as campanhas publicitárias produzidas pelo governo do Estado relacionadas ao combate do coronavírus.

A comissão qual o montante de gastos entre os meses de março a julho deste ano, período que o Amazonas enfrentou o pico da pandemia do Covid-19.

O requerimento pedindo explicações foi aprovado após depoimento da ex-gerente de Compras da Secretaria de Saúde do Amazonas (Susam), Narelda Barros. A CPI quer informações sobre o valor gasto na produção dos comerciais de TV e rádio, bem como quanto foi pago para veicular as peças publicitárias nos veículos de comunicação.

O objetivo é comparar os valores gastos com publicidade e os usados na linha de frente de combate ao coronavírus, como contratação de médicos, aquisição de equipamentos de proteção individual (EPI), compra de medicamentos e de aparelhos hospitalares, entre outros.

O mesmo requerimento pede informações sobre a publicidade institucional direcionada aos jornais impressos, blogs e portais de notícias patrocinados pelo governo do Estado.

A comissão solicitou à Secom que o material publicitário seja gravado em DVD ou pendrive, cujo objetivo é anexá-lo ao relatório final da investigação.