CPI do BNDES é prorrogada novamente por mais 20 dias

CPI-BNDES-rotta-17

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), presidida pelo deputado federal Marcos Rotta (PMDB), que investiga supostas irregularidades em contratos e financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) foi prorrogada por mais 20 dias.

As atividades da CPI seriam encerradas em 19 de dezembro, mas o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acatou novo pedido de prorrogação nesta quinta-feira (17). O prazo original era até 4 de dezembro, mas, inicialmente, houve uma extensão de 15 dias. Os parlamentares da CPI consideraram o período insuficiente, devido à quantidade de documentos e oitivas a analisar.

A CPI do BNDES retoma os trabalhos logo após o recesso parlamentar de fim de ano. Haverá sessões nos dias 2,3 e 4 de fevereiro, com o objetivo de apresentar e analisar os relatórios setoriais. Após o Carnaval, período em que o Congresso tem novo recesso, os deputados vão reunir-se nos dias 16, 17 e 18, para apresentação e análise do relatório final.