Cratera na BR-319: Melo manda dizer que não tá nem aí e prefeitura começa o serviço

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Denit) afirmou, inclusive atestando através de documentação oficial, que não é obrigação sua, mas sim do Governo do Amazonas, recuperação de trechos da BR-319. Um deles, próximo ao Porto da Ceasa, desmoronou abrindo uma cratera enorme. Mas o Governo do”professor” Melo diz que não tem nada a ver com isso, obrigando a Prefeitura de Manaus a atuar até naquela rodovia para que não ocorra uma tragédia.

Na manhã seguinte da visita do prefeito Arthur Neto, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) já atuava com equipes no local para fazer a recuperação da via. Nessa quarta-feira, 26/4, homens e máquinas trabalharam no reaterro e contenção do talude para resolver o problema de erosão, que causou o desmoronamento de parte da rodovia. Nessa quinta-feira, o vice-prefeito Marcos Rotta foi para o local da obra acompanhar os trabalhos.

Os trabalhos devem ser concluídos de 30 a 45 dias. A obra emergencial está sendo executada com recursos próprios.

“A ordem foi muito clara, fazer o que for preciso para que Manaus não fique desassistida. Faremos a recuperação da via, mas será necessário um trabalho maior para contermos totalmente a erosão, evitando novos desmoronamentos. Para isso irei me reunir com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, quem acredito poderá nos ajudar”, afirmou o prefeito, que nesta quinta-feira, (27/4) cumpre extensa agenda em Brasília (DF) na busca de liberação de recursos financeiros para a capital amazonense.

Incumbido de procurar o Governo do Estado a fim de firmar uma parceria na ação de recuperação de parte da BR-319, o vice-prefeito Marcos Rotta disse que não teve sucesso na sua investida. “Não obtivemos nenhuma resposta. E como já recebemos uma documentação oficial do Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit) alegando que não tem competência sobre a área, em menos de 24 horas a prefeitura já colocou sua estrutura em campo para vencer mais essa dificuldade”, destacou.

Com informações da Secretaria de Comunicação

Fotos: Alex Pazuello / Semcom