Criança com paralisia cerebral é resgatada em estado de abandono

Foto: Divulgação/MP

Um menino de cinco anos com paralisia cerebral foi resgatado em estado de desnutrição e com sinais de abandono em Nova Olinda do Norte (a 135 quilômetros de Manaus). A criança que era vítima de maus tratos pela mãe e pelo padrasto, foi internada no Hospital Dr. Galo Manoel Ibanez, que fica na cidade. 

O resgate da criança é resultado de uma ação movida pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM) e Conselho Tutelar local. Segundo o órgão ministerial, o menino tinha tendões, costelas, vértebras, articulações e quadris visíveis sob a pele, além de escaras (úlceras de pressão) nas costas no momento do resgate.  

“Fiquei sabendo que a criança estava correndo risco de vida porque está muito fraca e a mãe não estava permitindo o Conselho Tutelar levá-la para o hospital e nem queria, ela mesma, levar. O MP entrou, com uma (petição de) tutela de urgência e a Juíza concedeu. A polícia, o Conselho Tutelar e o Creas (Centros de Referência Especializados de Assistência Social) levaram a criança para o hospital”, relatou a Promotora de Justiça Jarla Brito, da promotoria de Nova Olinda do Norte. 

O menino foi internado com desnutrição, desidratação e feridas pelo, o que, segundo os profissionais de saúde, são sinais de abandono. Ele ficará internado, recebendo medicação e alimentação, até apresentar melhora que possibilite a alta.

Terminado o tratamento de saúde do menino quanto à desnutrição, a Justiça determinou que sejam buscados familiares que possam ficar responsáveis pela criança, com a concessão de sua guarda, e que a mãe e o padrasto do menor sejam encaminhados a programas de apoio e acompanhamento relacionados aos cuidados a pessoas que necessitam atenção especial.

Com informações da assessoria do MP-AM.