Cris Cyborg leva bronca de bicampeã olímpica de boxe após derrota no UFC

Foto: Gary A. Vasquez-USA TODAY Sports

Cris ‘Cyborg’ teve seu reinado interrompido por Amanda Nunes no último sábado (29), em Inglewood (EUA). E o nocaute sofrido para a baiana não agradou em nada uma especialista da área: Claressa Shields. Bicampeã olímpica de boxe em 2012 e 2016, a americana foi até o vestiário da ex-campeã dos pesos-penas (66 kg) do UFC para aplicar uma verdadeira bronca na atleta da Chute Boxe.

A cena inusitada foi divulgada pela própria Cris, que compartilhou em seu canal oficial do ‘Youtube’ o vídeo com os bastidores do UFC 232. A curitibana mostrou uma relação de intimidade com Claressa Shield, com quem trocou abraços e palavras de carinho.

“Mas que m***? Não estou irritada pela derrota. Estou irritada porque você sabe boxear. Você não deveria ter ido lá para a briga como foi. Porque fez aquilo? Você consegue jabear comigo. Trocasse jab com ela, que é bem menor que eu, p***. Mas não importa, ainda estou orgulhosa. Revanche? Você vai nocauteá-la, só usar seus jabs, ela teve sorte (nessa luta)”, opinou a bicampeã olímpica.

Antes do combate, Cyborg se mantinha em um clima descontraído com sua equipe e família. A atleta chegou até a
fazer um sparring descontraído com sua mãe, para risada de seu treinador de boxe, Jason Parillo. Outra celebridade
presente no vestiário da brasileira foi a atriz Halle Berry, que incentivou Cris tanto antes quanto depois da derrota.
Ao caminho para a entrevista coletiva pós-show, Cyborg cumprimentou alguns atletas de renome do Ultimate como:
Holly Holm, Alexander Gustafsson e Dominick Cruz, além do presidente da liga, Dana White.

A brasileira encerrou o vídeo com a seguinte mensagens para seus fãs ao redor do mundo: “A primeira coisa que fiz depois da luta foi mandar mensagem ao meu empresário e dizer: ‘Cara, quero uma revanche’. Eu (estava) 13 anos invicta, tenho três cinturões em diferentes organizações, diferentes matchmakers, diferentes lutadoras, e acho que mereço isso. E eu não acho que vocês querem ver uma luta diferente. Todo mundo quer assistir essa revanche. Sei que tenho a minha última luta no contrato com o UFC, vamos fazer todo o possível para que essa luta aconteça. Se isso não acontecer, 2019 está apenas começando. Eu quero que vocês saibam que eu quero lutar muito e eu quero fazer as maiores lutas e o máximo de dinheiro que eu puder fazer este ano e continuar meu legado”, projetou a ex-campeã dos penas.

Apesar do desejo de ser premiada com uma revanche imediata, Cris dificilmente terá seu pedido atendido. Isso porque tanto Dana, quanto Amanda não parecem dispostos a realizar esse combate novamente. A ‘Leoa’, inclusive, afirmou recentemente que Cyborg teria que aguardar dois anos para enfrentá-la pela segunda vez.

Fonte: Agência Fight.