Anúncio

Croácia vence a Dinamarca nos pênaltis e vai às quartas da Copa

A Croácia venceu a Dinamarca nos pênaltis, nesse domingo (1), e se classificou às quartas de final da Copa do Mundo. As equipes começaram a partida de maneira arrebatadora, com dois gols em três minutos de jogo. No entanto, o empate em 1 a 1 persistiu até o último segundo da prorrogação, levando o confronto para os pênaltis.

Nas penalidades, os goleiros brilharam. Schmeichel pegou duas, mas Subasic também defendeu duas (Eriksen mandou na trave). E na última cobrança, Rakitic guardou a bola e correu para o abraço.

Nas quartas de final, a Croácia enfrentará a Rússia, que eliminou a Espanha nos pênaltis. O duelo será no próximo sábado (7) , em Sochi, às 15h de Brasília.

Confira abaixo um resumo do jogo:

Primeiro tempo:

O jogo começou agitado, com dois gols em três minutos. Logo no primeiro minuto, Knudsen cobrou lateral, Delaney conseguiu o domínio e a bola sobrou para Jorgensen. Ele gira o corpo e chuta. O goleiro Subasic se atrapalha e a bola vai para o fundo do gol: 1 a 0 para a Dinamarca, no gol mais rápido da Copa do Mundo.

Mas a Croácia empatou dois minutos depois. Vrsaljko dá um chutão para dentro da área, a zaga dinamarquesa tenta afastar e faz uma trapalhada. A bola sobra para Mandzukic, que chuta forte para empatar o duelo: 2 a 2.

No resto do primeiro tempo, a Croácia foi mais agressiva. No entanto, a Dinamarca não mostrou fraqueza e também partiu para cima.

Segundo tempo

O segundo tempo, que não foi tão animado como o primeiro. Muito equilibradas e fortes, as equipes buscaram a vitória, mas o resultado continuou o mesmo: 1 a 1.

Prorrogação

O jogo terminou empatado em 1 a 1 nos 90 minutos e foi para prorrogação. Tudo poderia ter “acabado” quando faltavam apenas 5 minutos para o fim do duelo, quando a Dinamarca cometeu pênalti. Modric dá um passe magnífico para Rebic. Ele dribla Schmeichel e fica com o gol livre. Jorgensen atropela o jogador e faz o pênalti.

Com a chance de levar a Croácia às quartas nos pés, Modric cobra, mas vê o monstro Schmeichel defender: tudo igual.

Fonte: Notícias ao Minuto