Cuca não desiste do G-6, mas lamenta desfalques contra o Flamengo

Apesar da derrota inesperada do Santos contra a Chapecoense por 1 a 0 nessa segunda-feira, no Pacaembu, válida pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Cuca ressaltou que a vaga no G-6, grupo que garante vaga na Copa Libertadores da América de 2019, não está perdida.

O Santos entrou em campo com sete desfalques. Cuca evitou culpar os reservas -Daniel Guedes, Yuri, Bryan Ruiz, Copete e Eduardo Sasha- que atuaram nesta segunda-feira, mas já lamentou o fato de contar com cinco desfalques para o duelo contra o Flamengo na próxima quinta-feira, no Maracanã.

O treinador confirmou que Lucas Veríssimo e Luiz Felipe, lesionados, não retornam contra os cariocas, e ainda lembrou que os gringos Carlos Sánchez, Derlis González e Bryan Ruiz, desfalcam o time pois defendem as seleções de Uruguai, Paraguai e Costa Rica, respectivamente.

“Nós estamos passando, as coisas ainda não acabaram. Não podemos culpar os meninos que jogaram hoje. Lógico que cada um tem a sua responsabilidade, a maior é minha, mas não há um culpado único. Quinta vamos ter que nos reorganizar, nos remontar, para faze rum jogo melhor com o Flamengo e quem sabe, por que não, vencer”, afirmou Cuca.

“Quinta-feira é um jogo que perdemos três estrangeiros e mais dois machucados, mas quem sabe não fazemos o que não fizemos hoje que é jogar bem? Acredito nesse grupo, vamos dar oportunidade a outros que não jogaram e fazer um jogo bom na quinta-feira”, disse Cuca.

O treinador, que improvisou Alison na zaga por conta da lesão dos zagueiros, já cogita lançar contra o Flamengo o jovem Kaique Rocha, zagueiro de apenas 17 anos.

“Estão fora (Veríssimo e Luiz Felipe), posso não improvisar, preciso ver o menino de 17 anos (Kaique Rocha). Jogo duro, o adversário precisa como nunca da vitória”, disse.

Para o duelo contra o Fla, o Santos contará os retornos de Victor Ferraz, Diego Pituca e Gabigol, suspensos diante da Chapecoense. Rodrygo, gripado, iniciou no banco de reservas e foi uma das substituições de Cuca já no intervalo. A revelação santista já negociada com o Real Madrid, da Espanha, deve começar o jogo no Rio de Janeiro como titular.

Com a derrota para a Chapecoense, a equipe santista caiu uma posição, para o oitavo lugar, com 46 pontos, mesmo número do Atlético-PR, o sétimo, que tem uma vitória a mais na competição. Mesmo com o tropeço, o alvinegro praiano se mantém apenas a um ponto do Atlético-MG, último entre os seis classificados para a Libertadores.

Fonte: Folhapress.