Dallas cobra em seminário em Tabatinga a implantação de free shops em cidades de fronteiras para aquecer a economia desses municípios

Dallas 08

O deputado estadual Wanderley Dallas (PMDB) cobrou, na quinta-feira, após a abertura do 1°Seminário Internacional de Turismo de Fronteira, que está sendo realizado em Tabatinga, a implantação de free shops em cidades de fronteira. Segundo ele, a demora na regulamentação de incentivos, como free shop, tem prejudicado a economia desses municípios.

A implantação de free shops, lojas francas que possuem isenção de tributos e por isso possuem produtos mais baratos, foi autorizada pela Lei nº 12.723, aprovada no Congresso em 2012. A lei permite que cidades de fronteiras façam a implantação dessas lojas para alavancar a economia nesses municípios. No Amazonas, as cidades de Tabatinga, Benjamin Constant e Atalaia do Norte podem ter lojas francas, pela legislação.

No caso de Tabatinga e Letícia, cidade da Colômbia, apenas a cidade estrangeira conta com os incentivos, por conta do atraso na regulamentação da lei em Tabatinga.

“Precisamos da implantação do comércio e free shop nos municípios brasileiros de fronteira, pois é uma saída para as cidades que sofrem uma profunda desvantagem, para o comercio nacional com relação ao comércio dos municípios dos países vizinhos. A falta de competitividade fez com que municípios brasileiros antigamente pujantes como: Brasiléia, no Acre, Guajará Mirim, em Rondônia, além de Tabatinga, Benjamin Constant e Atalaia do norte, no Amazonas, estão vendo o seu comércio minguar, enquanto os comércios dos países vizinhos, no nosso caso Letícia, que é uma cidade da Colômbia, degustam o sabor da expansão econômica e da população, a custa das exportações para as cidades gêmeas do lado brasileiro”, disse Dallas.

Implantação de Free Shops em Cidades Gêmeas de Fronteira é o tema principal do 1°Seminário Internacional de Turismo de Fronteira, que está sendo realizado nesses dias 7 e 8 de maio em Tabatinga. O evento é promovido pela Ação de Desenvolvimento do Amazonas (ADESAMA).