David Almeida disse que fiscalizará a aplicação de valores destinados à Saúde

 

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado estadual David Almeida (PSB), disse, nessa quarta-feira (14), que fiscalizará a aplicação dos recursos que serão remanejados dos Fundo de Fomento ao Turismo, Infraestrutura, Serviços e Interiorização do Desenvolvimento do Amazonas (FTI) e do Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e ao Desenvolvimento Social do Estado do Amazonas (FMPES) para à Saúde.

Nesta quarta, os parlamentares da ALE-AM aprovaram o remanejamento de R$ 122 milhões em recursos dos dois fundos estaduais para pagar empresas médicas que prestam serviços terceirizados ao Estado e estavam com os pagamentos atrasados há pelo menos três meses. O remanejamento de recursos estava previsto no Projeto de Lei nº 175/2018, do Governo do Estado.

“Agora é fiscalizar para que esses recursos sejam bem aplicados, que eles possam ser utilizados para o pagamento de alguns débitos com essas empresas médicas e que elas possam fazer o repasse devido aos profissionais da Saúde que tanto precisam desses valores. São funcionários que estão aí há três, quatro, cinco até seis meses esperando que o Governo faça esses pagamentos”, disse David Almeida.

O presidente esclareceu que o que foi votado é uma autorização ao Governo para que utilize recursos que ainda não entraram nos cofres do Estado. David Almeida explicou que os valores serão arrecadados em novembro e dezembro deste ano nos quais há uma estimativa de arrecadação de R$ 160 milhões.

Segundo o parlamentar, o PL encaminhado pelo Governo à ALE-AM destinava 50% dos recursos dos fundos para à Saúde, mas os parlamentares aprovaram uma emenda modificativa aditiva alterando o remanejamento de recursos na ordem de 80%.

Na terça-feira (13), os representantes de empresas médicas se reuniram com o presidente da Aleam para conduzir a solução desses atrasados da saúde. O atraso nos pagamentos chega há três meses e atinge mais de cinco mil servidores.

Mesmo fazendo oposição ao Governo, David Almeida disse que esse seria momento em que ele poderia dificultar a situação do governo, mas o dever de ajudar a população deve ser maior durante essas votações. “O que está aqui em jogo é a vida das pessoas e a política tem que se apequenar diante dos problemas da população. Os políticos precisam entender que o nosso patrão é o povo. É por isso que a Assembleia passou a ter esse protagonismo e eu vou sair aqui desta Casa, com a cabeça erguida, com a certeza do dever cumprido”, disse o presidente da ALE-AM, David Almeida.

Com informações da assessoria do deputado.