David Almeida é detonado nas redes sociais após mudança de nome em festival

Evento já é tradicional na cidade e exalta Centro de Manaus

Foto: Dhyeizo Lemos / Semcom

Na última sexta-feira, pouco após anunciar a mudança do evento “Passo a Paço” para #SouManaus, o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante) foi alvo de uma série de críticas dos internautas nas redes sociais, por pessoas que já tinham o evento como tradicional da cidade desde a sua criação, em 2015, ainda na gestão do atual pré-candidato ao senado Arthur Virgílio Neto (PSDB).

Para os internautas, a decisão foi tomada pelo prefeito por ‘simples vaidade política’ e acabou por retirar a referência histórica e cultural do evento, que traz o nome do museu Paço Municipal para incentivar a visitação dos locais públicos na cidade. “O nome Passo a Paço é uma referência para a história do Museu Paço Municipal. Mudar para Sou Manaus, demonstra a vaidade política para não ter lembranças de projetos de gestões passadas. Total falta de interesse na cultura da região”, disse uma internauta.

“Virou uma coisa genérica que não cria nenhuma identificação e todo mundo sabe que é só pro ego da gestão atual”, comentou outra internauta sobre a mudança de nome do atual festival. Ela aproveitou para explicar o contexto do nome Paço a passo e da importância do mesmo.

Um internauta pontuou que a decisão visa apenas pegar um evento de sucesso criado por uma gestão passada e tentar vincular a seu mandato. “Qual a necessidade de trocar um nome consolidado como Passo a Paço pra Sou Manaus? Essa vaidade de querer trocar nomes de projetos de administrações passada no fim é puro marketing vazio que só serve pra descaracterizar um evento de sucesso”, apontou ele.

O contexto do nome do Festival

O nome “Passo a Paço” foi pensado buscando um resgate ao Centro histórico de Manaus. Ele combinava o Paço, um patrimônio histórico da capital, o Museu do Paço –  e o termo passo referente a caminhar em todo o circuito de show, comidas e projetos que contemplam o evento. Esse ponto também foi alvo de críticas na gestão de David Almeida pela maioria dos comentários na web.

O evento deste ano

Segundo a Prefeitura de Manaus, o evento, instituído por meio da Lei n.º 2.526, de 2019, será realizado em 2022 pela Manauscult e terá 25 atrações locais, 15 nacionais, três atrações religiosas e duas internacionais. Contudo, a prefeitura informou que ainda está nas tratativas para fechar as atrações, tendo em vista que antigo “Passo a Paço”, agora #SouManaus, vai acontecer no mesmo período do Rock in Rio.

Em 2022, o festival terá quatro palcos e espaços exclusivos; quatro dias de evento, sendo um dia com programação infanto-juvenil e gospel; expectativa de público de 300 mil pessoas e pela primeira vez com alcance internacional.

Vale ressaltar que a última edição do “Passo a Paço” aconteceu em 2019 e contou com a participação de cerca de 200 mil pessoas em quatro dias de evento.

Megaevento é a cara de Manaus

O Passo a Paço reúne culinária, uma das maiores expressões culturais do Amazonas, música internacional, nacional e local, além da rica cultura do nosso belíssimo Museu da Cidade de Manaus. O Passo a Paço é uma iniciativa cultural muito expressiva e já se tornou política pública, integrando o Calendário da Cidade.