David disse que vai diminuir impostos no Amazonas e aumentar a arrecadação

O candidato ao governo do Estado pela coligação Renova Amazonas, David Almeida (PSB), afirmou que, diferente dos outros governos, vai diminuir impostos e, mesmo assim, vai conseguir aumentar a arrecadação do Estado. A 14 dias do encerramento da campanha eleitoral, a afirmação foi feita pelo candidato nesta quinta-feira (20), durante caminhada no bairro União, Zona Centro-Sul e logo depois, pela parte da noite, em reunião realizada na sede do Atlético Rio Negro Clube, no Centro, Zona Sul. David garantiu que vai diminuir, prioritariamente, os impostos estaduais sobre os combustíveis, em especial, sobre a gasolina.

“Quando fui governador interino por 144 dias, que tive 30 dias engessado pelo Tribunal de Contas do Estado, eu diminuí imposto. Eu fui o único governador da história do Amazonas a eliminar a cobrança de 2% sobre os combustíveis e os produtos concentrados do Polo Industrial de Manaus (PIM), para manter os empregos do setor, no Amazonas. Mesmo com essa redução, nós conseguimos fechar a nossa passagem pelo governo com a arrecadação em alta. Nós sabemos os caminhos para aumentar a receita do Estado sem aumentar impostos”, afirmou David.

Entre as medidas que o governo de David vai adotar para ampliar a receita do Estado, será a transformação da Fundação Cecon e do Hospital Adriano Jorge em hospitais escolas, credenciados junto ao Ministério da Saúde. Nesse formato, os estudantes de medicina do Estado vão passar a atuar nessas unidades, e cada procedimento realizado por eles deverá ser ressarcido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Conforme estimativas do candidato da coligação Renova Amazonas, o SUS deverá repor para cada um desses hospitais, aproximadamente, R$ 150 milhões.

“Somente com essa mudança, nós vamos aumentar a arrecadação do Estado em R$ 300 milhões. Nós conhecemos esse e outros caminhos, outras fontes reais para melhorar a arrecadação e os investimentos do governo em obras e serviços públicos essenciais para o nosso Amazonas. Os que estão aí não o fazem por falta de vontade política”, avaliou David.

Governador interino de maio a outubro do ano passado, David lembrou que, naquele momento, determinou a criação do Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos (Cira), que em apenas um acordo com uma grande empresa que estava em situação de inadimplência fez o Estado recuperar R$ 300 milhões. David disse que o seu governo vai reativar o Comitê para seguir com a recuperação desses ativos de fundo perdido do Estado. “Criamos o Cira, e o atual governo desativou. Esse Comitê será retomado no nosso governo, para ajudar a fortalecer as fontes de receita do Amazonas e ampliar a nossa capacidade de investimentos”, disse.

Outra fonte receita, de acordo com David, será criada com a regulamentação da atividade de exploração mineral familiar, especialmente da extração do ouro nos rios do Amazonas onde essa atividade já existe. Atualmente, segundo o candidato, são extraídos no Amazonas, aproximadamente, 50 quilos de ouro por dia e 18,5 mil quilos por ano, que significa R$ 2,9 bilhões ano, de acordo com os números do mercado. No entanto, em 2017, o Estado arrecadou somente R$ 70,86.

“Com a regulamentação dessa atividade – que hoje leva a essa nossa riqueza para Rondônia e para a Bolívia de forma irregular -, ela vai render cerca de R$ 600 milhões a mais para a arrecadação do estado do Amazonas. Assim como essa regulamentação, há outras iniciativas que um governador pode tomar para melhorar a arrecadação, e nós vamos fazer isso e assim conseguiremos melhorar a nossa receita e ainda diminuir impostos em favor do povo do nosso Estado, e é isso que nós vamos fazer”, afirmou David.

Matéria de responsabilidade da assessoria do candidato.