David Reis aumenta quantidade de cargos, valores de salários e cria até mesmo uma diretoria para sua tia na CMM

Custo dos gastos com pessoal atingirão R$ 18 milhões

David Reis aumenta quantidade de cargos, valores de salários e cria até mesmo uma diretoria para sua tia na CMM

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), David Valente Reis (Avante), junto com seus colegas de parlamento municipal, parecem não ter achado suficiente um aumento de quase 100% no valor da chamada Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, mais conhecido por “Cotão”, o que vai significar um gasto de até R$ 16, 2 milhões aos cofres da Casa Legislativa. Em dezembro do ano passado, os parlamentares fizeram mudanças na estrutura funcional da Câmara, aumentando o número de cargos e criando novos cargos, assim como aumentando salários.

Isso vai significar um gasto mensal de R$ 1,5 milhão por mês e mais de R$ 18 milhões por ano. Um exemplo disso é que a Casa Legislativa que antes tinha sete diretorias, agora terá onze. A mudança da estrutura da Casa foi publicada  no diário oficial da CMM do dia 29 de dezembro. (ver documento no final da matéria)

Para uma das quatro recém-criadas diretorias, a Diretoria de Contabilidade, o vereador-presidente, David Reis, nomeou sua tia, a contadora Aldenízia Rodrigues Valente. Bom lembrar que esta diretoria não existe em outras Casas Legislativas, como por exemplo na Assembleia Legislativa do Estado. As outras três diretorias são: Diretoria de Saúde, Diretoria da Escola do Legislativo e tem até uma Diretoria de Relações Institucionais, Esporte e Cultura.

Salta aos olhos ver que enquanto a Diretoria Legislativa, que representa a função primordial da Casa Legislativa que é a de legislar, tem apenas uma coordenadoria ao seu serviço (coordenação de comissões), já a Diretoria de Contabilidade que tem a frente a tia do presidente da CMM, tem logo é três coordenadorias: coordenação de apoio técnico-contábil, coordenação de prestação de E-contas, coordenação de material e patrimônio.

Isso quer dizer que a tia do presidente da Câmara licita, compra e ela mesmo paga. O que vai fazer a Diretoria Financeira da Câmara e sua função na nova estrutura da Casa Legislativa criada pelo presidente David Reis, isso o Radar vai investigar.

Esporte e cultura

A criação de uma Diretoria de Esporte e Cultura na Câmara Municipal e Manaus (CMM) vai na contramão da função das Casas Legislativas prevista na Lei Maior do País que é a Constituição Federal que é, acima de tudo, legislar e criar Leis e fiscalizar os atos do Executivo. A atividade fim da Câmara não é desenvolver ações esportivas e culturais. Isso se trata de competência do Executivo.

Enquanto a Câmara vai tratar de atividades esportivas, não tem sequer, de vez em quando, cumprido com sua função de fiscalizar o Executivo, salvo raras exceções de um grupo pequeno de parlamentares.

Além do aumento no número de diretorias, os atuais onze diretores da CMM também terão aumentos nos salários, de R$ 14 mil para R$ 17 mil.

Mais aumentos

Quanto as coordenadorias da CMM que eram 15, agora serão 21, com salários que antes eram de R$ 7 mil e agora passaram para R$ 9 mil. O que antes eram 20 gerencias de departamento, agora são 37, com salários que eram de R$ 2.700 e agora passaram a ser de R$ 4 mil.

É de deixar qualquer um boquiaberto, o aumento do número de cargos de subgerentes que chega atingir 1.000%. Antes eram dois, agora serão 20 subgerentes. O salário era de R$ 2.100,00 e agora vai ser de R$ 2.550,00. Somente com estes cargos de subgerentes, haverá um gasto mensal de R$ 51 mil e, ao ano, essa função vai custar R$ 612 mil aos cofres públicos.

O número dos chamados chefes de divisão da Casa Legislativa continua o mesmo (são quatro), mas os salários quase duplicaram de valor, passando de R$ 4 mil para R$ 7 mil. Já a função de secretário executivo, mudou de nome para assessor institucional, que se anteriormente eram três, agora passam a ser cinco vagas, com aumento de salário de R$ 14 mil para R$ 17 mil.

David Reis e seus colegas de Parlamento acharam por bem criar ainda, fora o cargo que já existe de Controlador, duas vagas de Subcontrolador da Casa. O que vai controlar não sabemos, mas o salários é de R$ 17 mil.

Confira a nova estrutura organizacional da CMM 

Confira a estrutura organizacional da CMM em 2019

Confira a nomeação da tia de David Reis