David Reis será investigado pelo MPAM após compra de café e leite com indício de superfaturamento

A compra feita pelo vereador David Reis (Avante) foi publicada em primeira mão pelo Radar Amazônico em junho de 2021

café david reis

Foto: Reprodução/Radar Amazônico

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador David Reis (Avante), será investigado pelo Ministério Público do Amazonas (MPAM) a respeito do indício de superfaturamento na compra de café e açúcar pelo valor de R$ 83.400,00 (oitenta e três mil e quatrocentos reais) para a Casa Legislativa.

A compra feita por David Reis foi publicada em primeira mão pelo Radar Amazônico em junho de 2021. Na ocasião, o presidente da CMM contratou a empresa A S Oliveira & CIA Ltda., para o fornecimento de 4.200 quilos de açúcar e 7.600 pacotes de café.

Segundo o MPAM, o Processo Administrativo n.º 2021.10000.10718.0.000870, que viabilizou a compra dos itens, apresenta irregularidades. Além de David Reis, a empresa contratada para fazer o serviço está sendo alvo da investigação.

Um levantamento feito Radar Amazônico na época apontou que o superfaturamento poderia chegar em até 87%. A investigação consta no Diário Oficial — veja no final da matéria — dessa quarta-feira (16) e assinada pela promotora de Justiça, Wandete de Oliveira Netto.

Conforme o despacho de homologação publicado no Diário Oficial da CMM, a empresa recebeu um pagamento no valor R$ 24.500,00 (vinte e quatro mil e quinhentos reais) para a aquisição de 140 fardos de açúcar da marca Itamaraty e R$ 58.900,00 (cinquenta e oito mil e novecentos reais) para a aquisição de 380 fardos de café da marca Kimimo.

O MPAM solicitou cópias do Processo Administrativo e das notas fiscais referentes às compras.

Resposta

O Radar entrou em contato com a CMM solicitando um posicionamento a respeito da investigação feita pelo MPAM. Por meio de nota, a presidência da Casa Legislativa informou que qualquer aquisição de produtos ou serviços segue estritamente o que determinação a legislação.

Além disso, a Casa Legislativa se colocou à disposição do MPAM sobre a compra dos itens.

“Toda e qualquer aquisição realizada pela Casa legislativa, de produtos e/ou serviços, segue estritamente o que determina a legislação vigente, com instalação de processos licitatórios e posterior ampla divulgação dos resultados, para conhecimento da sociedade, bem como dos órgãos de controle externo. Não foi diferente no caso em questão, que ora o Ministério Público Estadual (MPE) apura. E no referido caso, vale destacar que a Câmara de Manaus já prestou informações e está à disposição para novos esclarecimentos tão logo seja demandada pelo MPE”, disse a Casa Legislativa.

Gastos milionários

A gestão de David Reis à frente da CMM tem sido marcada por inúmeros gastos milionários. Recentemente, o Radar constatou no Diário Oficial da Casa Legislativa que o parlamentar aumentou em mais de R$ 3 milhões em um contrato para a transmissão das sessões plenárias.

O valor total do aditivo é de R$ 3.163.338,90 (três milhões, cento e sessenta e três mil, trezentos e trinta e oito reais e noventa centavos), com duração de 12 meses, valendo até dia 3 de janeiro de 2023. A empresa Abraão da S Cardoso Comunicações e Produções Eireli continua sendo a responsável pela locação de equipamentos, instalação e manutenção do sinal digital, desde 2021.

Com este aditivo e o valor que a empresa recebeu em 2021, David Reis vai gastar um total de R$ 6,3 milhões para fazer as transmissões das sessões plenárias.

Em janeiro deste ano, David Reis gastou mais de R$ 2 milhões com serviço de manutenção e consultoria para a CMM. O montante é a soma de três extratos de contratos que preveem desde limpeza de carpete até consultoria técnica de gestão de pessoas.

Diário Oficial

Documento do pregão na íntegra