De 100 municípios brasileiros, Manaus é a 12ª pior cidade em saneamento básico do país

De acordo com uma pesquisa elaborada pelo Instituto Trata Brasil, Manaus foi considerada a 12ª pior cidade em saneamento básico em comparação com os 100 maiores municípios do país. Na capital do Amazonas, apesar de 97% da população ter acesso a água tratada, apenas 21,95% têm acesso ao serviço de esgoto. O instituto levou em conta informações do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS)

Um detalhe levantado pelo estudo mostrou que apenas 82,52% da população dos 20 piores municípios tem acesso a redes de água potável, um contraponto aos 99,32% que têm acesso nas 20 melhores cidades. O estudo também revelou que apenas 21,95% do esgoto é coletado em Manaus e apenas 24,14% desse percentual é tratado. A coleta de esgoto é um ponto a ser debatido em Manaus, após marcar apenas 21,95% em comparação aos líderes do ranking. Um exemplo dado é o da cidade de Santos, em São Paulo, que ultrapassou 99% na taxa de coleta de esgoto.

É válido relembrar que o Novo Marco Legal do Saneamento (Lei Federal 14.026/2020 visa fornecer água para 99% da população e coleta e tratamento de esgoto para 90%, até 2033. O estudo ainda afirma a falta de atenção dos municípios ao tema. “A ausência de política pública de saneamento básico em dezenas destes municípios ainda se reflete nos indicadores negativos estudados no relatório”, afirma.

De todas as cidades avaliadas na região Norte, Manaus ficou à frente apenas de Macapá (AP), Porto Velho (RO), Santarém (PA), Rio Branco (AC), Belém (PA) e Ananindeua (PA).

Veja a lista com as 20 piores cidades.

Macapá (AP)
Porto Velho (RO)
Santarém (PA)
Rio Branco (AC)
Belém (PA)
Ananindeua (PA)
São Gonçalo (RJ)
Várzea Grande (MT)
Gravataí (RS)
Maceió (AL)
Duque de Caxias (RJ)
Manaus (AM)
Jaboatão dos Guararapes (PE)
São João de Meriti (RJ)
Cariacica (RJ)
São Luís (MA)
Teresina (PI)
Recife (PE)
Belford Roxo (RJ)
Canoas (RS)