Anúncio

De olho em prêmio milionário, Timão encara Fla por vaga na decisão

O prêmio de cerca de R$ 60 milhões acumulados para o campeão da Copa do Brasil é grande atrativo para os quatro semifinalistas do torneio. Para o Corinthians, por exemplo, seria a solução de muitos problemas enfrentados ao longo deste ano.

É por esse motivo que a equipe alvinegra encara a partida de volta das semifinais contra o Flamengo, às 21h45, em Itaquera, como uma decisão de campeonato.

Uma vitória por um gol garante a classificação para qualquer uma das duas equipes, já que a primeira partida terminou em 0 a 0 – nesta edição gols marcados fora de casa não têm um peso maior.

Eliminado da Libertadores nas oitavas de final e 17 pontos atrás do São Paulo, líder do Brasileiro, o Corinthians passa por um 2018 difícil.

Atual campeão nacional, o time de Parque São Jorge iniciou o ano com a conquista do Campeonato Paulista sobre o arquirrival Palmeiras e parecia que mais uma vez surpreenderia os adversários, mesmo com poucos destaques em seu elenco.

No entanto, justamente a perda de alguns jogadores importantes é que fizeram o desempenho da equipe cair.

Primeiro foi o centroavante Jô, negociado ainda em dezembro. Durante o ano, o time também vendeu o volante Maycon e o meia-atacante Rodriguinho, tudo isso para fazer caixa em um momento financeiro bem complicado.

Em balancete recente apresentado pelo clube, referente ao mês de julho, foram registrados mais de R$ 107 milhões em negociações de jogadores. Mas o saldo negativo é preocupante. A dívida da agremiação supera R$ 500 milhões.

Em abril, a Folha de S. Paulo mostrou que o débito corintiano com o fundo que gere o Itaquerão aumentou 382% em 15 meses – de fevereiro de 2017 a abril deste ano saltou de cerca de R$ 11 milhões para aproximadamente R$ 53 milhões.

Para piorar a situação, o técnico campeão brasileiro no ano passado e bicampeão paulista, Fábio Carille, aceitou em maio uma proposta milionária para assumir o Al-Wehda, da Arábia Saudita.

Para o jogo decisivo contra o Flamengo, nesta quarta, o técnico Jair Ventura fez mistério em relação ao time que levará a campo. O treinador sabe que está pressionado pela diretoria para conquistar a classificação e o título, que desafogaria a questão financeira.

“Ele jogou uma pressão para mim [o presidente Andrés Sanchez], falou isso e depois me trouxe. Mas faz parte, você não pode achar que vai chegar aqui e não terá pressão. No Corinthians você tem pressão desde antes de chegar. Vamos fazer o nosso melhor para deixar o presidente feliz”, disse Ventura.

O último treino da equipe, realizado nesta terça (25) na arena, foi aberto para que milhares de torcedores incentivassem os jogadores antes do confronto contra os cariocas.

O Flamengo, além da Copa do Brasil, disputa o título do Campeonato Brasileiro.

Está a apenas três pontos da ponta da tabela, em quarto lugar, mas enfrenta cobranças de seus torcedores por um título de expressão. Assim como o Palmeiras, os cariocas investem alto em contratações.

Pressionado, o técnico Maurício Barbieri ressaltou o peso da partida desta quarta e da sequência do Brasileiro.

“É o jogo mais importante do ano. Vamos fazer de tudo para passar, mas não diminui a responsabilidade no Campeonato Brasileiro, disse.

Há uma chance de a final da Copa do Brasil de 2017 se repetir neste ano, caso Flamengo e Cruzeiro avancem à decisão.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique, Danilo Avelar; Ralf (Gabriel), Douglas, Jadson; Romero, Mateus Vital, Clayson. T.: Jair Ventura

FLAMENGO

Diego Alves; Pará, Réver, Léo Duarte, Renê; Cuéllar, Willian Arão, Lucas Paquetá, Everton Ribeiro, Diego (Matheus Savio); Henrique Dourado (Uribe). T.: Maurício Barbieri

Estádio: Itaquerão, em São Paulo

Horário: 21h45 desta quarta

Juiz: Ricardo Marques Ribeiro

Fonte: Folhaopress.