De olho no cargo de Deputado Federal, Pauderney Avelino já está de malas prontas para sair da Secretaria Municipal de Educação

Circula nos bastidores que Pauderney Avelino já tem prováveis substitutos

pauderney avelino semed

Foto: Divulgação

O titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Pauderney Avelino, pode estar dando adeus ao comando do órgão. Circula nos bastidores o fato que ele deve se afastar da pasta para concorrer a uma vaga de deputado federal nas Eleições de 2022. De acordo com as informações, o nome do titular da Semed é um dos cotados para disputar o cargo desde 2021. O mesmo já ocupou o cargo por seis mandatos, sendo quatro consecutivos, entre 1991 e 2007. Agora, o então secretário quer retornar ao seu antigo “posto”.

Pauderney Avelino é filiado ao Democratas (DEM), que formalizou união com o Partido Social Liberal (PSL) para juntos, formarem o União Brasil, cujo registro ainda está pendente no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determina que, entre 3 de março e 1º de abril, acontece a janela partidária, período em que deputadas e deputados federais, estaduais e distritais poderão trocar de partido ou se descompatibilizar da pasta para concorrer às eleições sem perder o mandato.

Além disso, no dia 2 de abril, seis meses antes das Eleições, é data-limite para que todas as legendas e federações partidárias obtenham o registro dos estatutos no tribunal.

Histórico de polêmicas

A gestão de Pauderney Avelino na Semed tem sido alvo de muitas polêmicas e controvérsias desde que o mesmo foi anunciado para assumir a pasta. Em 2021, conforme as informações extraoficiais repassadas ao Radar Amazônico por uma fonte, davam conta de um suposto esquema de direcionamento liderado por Pauderney Avelino, com objetivo de beneficiar em um processo licitatório milionário, o empresário tenente Igor Brilhante, dono da construtora Brilhante, amigo do pré-candidato ao Senado, o bolsonarista Coronel Menezes.

Além disso, em fevereiro de 2021, a Semed comprou equipamentos de som e iluminação cênica para “atender as necessidades do Centro Municipal de Arte-Educação Aníbal Beça, instituição escolar pertencente à Secretaria Municipal de Educação”.

O Radar foi até o Centro Municipal de Arte-Educação Aníbal Beça e constatar que aquela unidade está fechada há meses, com a estrutura danificada, necessitando urgente de reparos estruturais e sem a menor condição de haver qualquer atividade de arte.

Recentemente, foi noticiado pelo Radar que a Semed vai gastar R$ 2,4 milhões dos cofres públicos na compra de livros intitulados “Planeta em Harmonia” e “10 na Moral”, obras desconhecidas das quais não se achou qualquer referência, desde uma busca no Google até horas de busca nos mais variados sites de produções editoriais. Uma das autoras é ex-secretária de Wilson Lima.

Prováveis substitutos

As informações de bastidores dão conta que Pauderney Avelino já tem prováveis substitutos para o comando da Semed. Entre eles,  está Marcelo Campbell, ex-subsecretário da Secretaria de Educação do Amazonas (Seduc) e atual subsecretário de Infraestrutura e Logística da Semed.

O ex-diretor do Centro de Mídias e atual chefe-geral da Divisão Distrital Zonal (DDZ) na secretaria, Júnior Mar e o ex-vereador Professor Bibiano também são cotados para assumir a vaga de Pauderney.