Defensoria Pública inaugura polo em Humaitá para atender 233 mil pessoas

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM), inaugura, nesta segunda-feira (15), um polo no município de Humaitá (a 590 km de Manaus). Além da sede, a unidade vai atender as populações de Apuí, Borba, Manicoré, Nova Olinda do Norte e Novo Aripuanã, podendo prestar assistência jurídica gratuita para 233 mil pessoas.

O espaço vai receber o nome da professora Keilyanne, natural de Humaitá e formada em Matemática pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Ela foi vítima em um caso de feminicídio com grande repercussão no município, onde foi morta pelo próprio marido a facadas, na presença de seus filhos.

Para o defensor público geral, Rafael Barbosa, a inauguração da unidade é mais uma mostra do processo de interiorização da DPE-AM que está em andamento.

A inauguração do Polo Keilyanne Silva Ribeiro, que funcionará na rua Circular Municipal, 933, bairro Novo Centenário acontece por volta das 11h50, e contará com a atuação de cinco defensores públicos.

Novos defensores

Além da inauguração do polo, Humaitá também receberá a posse de quatro novos defensores públicos e a assinatura de convênio entre a DPE-AM e a Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

O primeiro evento será a posse dos defensores José Maria Arcanjo Alves, Stefanie Barbosa Sobral, Oswaldo Machado Neto e Natália Saab Martins da Silva, no Centro de Educação de Tempo Integral (Ceti), Tarcila Prado de Negreiros Mendes, na rodovia BR 230. Os quatro foram aprovados no último concurso público da instituição.

Em seguida, haverá a assinatura de acordo de cooperação técnica para acesso à Justiça Ambiental entre o defensor público geral, Rafael Barbosa, o secretário estadual do Meio Ambiente, Eduardo Costa Taveira, e o diretor-presidente do Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Juliano Marcos Valente de Souza, também no Ceti.

Interiorização

A Defensoria já implantou polos de atendimento no interior do Estado em Parintins (a 369 km de Manaus), que atende também os municípios de Nhamundá, Barreirinha e Boa Vista do Ramos, e em Itacoatiara (a 176 km), responsável pelo atendimento aos moradores de Rio Preto da Eva, Itapiranga, Silves, Urucará, São Sebastião do Uatumã e Urucurituba.

Agora, com o novo polo em Humaitá, a Defensoria Pública vai conseguir levar seus serviços para aproximadamente 604 mil pessoas no Interior do Amazonas.

Com informações da assessoria da DPE-AM.