Anúncio Advertisement

Defesa Civil registrada sete ocorrências durante chuva desta quarta, em Manaus

Divulgação/Defesa Civil

Desde as primeiras horas desta quinta-feira (10), os registros de ocorrências causadas pela forte chuva que atingiu Manaus, vem sendo monitorado pela Defesa Civil. Segundo informações do órgão, foram registrados sete chamados por meio da Central 199. Entre os casos atendidos, estavam desabamentos, deslizamento de barrancos, tombamento de árvore e risco de deslizamento nas zonas Leste e Norte.

O caso mais grave aconteceu no bairro Colônia Terra Nova 3, na zona Norte, onde o desabamento parcial de uma residência soterrou e levou a óbito um adolescente de 14 anos que estava dormindo. O caso foi atendido pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas e pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192).

“Fizemos uma avaliação na residência, onde foi constatado que, além da calçada e do aterro terem sido construídos com apoio na parede, alguns sacos de areia obstruíram a passagem das águas da chuva ocasionando peso extra na estrutura que desabou”, explicou o secretário executivo de Proteção e Defesa Civil, Cláudio Belém.

A residência foi interditada pela Defesa Civil e a família foi encaminha ao atendimento da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semasc). Ainda segundo Cláudio Belém, a casa localizada à direita do imóvel afetado também apresentou infiltrações. “A residência ao lado apresentou uma erosão, mas a Secretaria Municipal de Infraestrutura, a Seminf, atua na área para solucionar essa questão e evitar que haja risco de desabamento”, concluiu.

Ainda na zona Norte, a Defesa Civil de Manaus também atendeu ao chamado de um risco de deslizamento de barranco no bairro Monte das Oliveiras, zona Norte, onde uma árvore caiu em cima de uma residência, fazendo ceder o barranco. Já na comunidade Fazendinha, no bairro Cidade de Deus, parte de uma casa desabou durante a chuva. Não houve vítimas e a residência foi interditada pela Defesa Civil. Servidores da Secretaria Municipal de Infraestrutura deram início ao trabalho de contenção para evitar novas ocorrências.

Outro caso de desabamento, sem vítimas, aconteceu no bairro Novo Israel, também zona Norte, onde um muro desabou por cima de uma casa. Tanto o imóvel como outras residências das proximidades foram interditadas para evitar novos desabamentos e as famílias direcionadas para o atendimento social da prefeitura.

“O monitoramento das áreas de risco da cidade é um trabalho constante. Nesta quinta-feira, tivemos algumas demandas por edificações construídas fora de um padrão seguro. A indicação da Defesa Civil é que em dias forte chuva as famílias que moram nessas localidades procurem um lugar seguro e quando voltarem para suas residências observar se há rachaduras, trincas na parede ou outra anormalidade. Qualquer suspeita deve ser comunicada para Defesa Civil, pelo 199, que vamos até ao local fazer uma avaliação”, informou o secretário executivo de Proteção e Defesa Civil, Cláudio Belém.

Em mais de 12 horas de chuvas, foram registrados 74 milímetros de chuvas, em média, pelo Instituto Nacional de Meteorologia do Brasil (Inmet) e pelos pluviômetros instalados pela Defesa Civil de Manaus em diferentes zonas da capital. As zonas mais afetadas são a Leste, com 88 milímetros, e a Norte, com 82 milímetros.

Resumo

  1. Desabamento de parede no Colônia Terra Nova 3, com vítima
  2. Risco de deslizamento de barranco no Monte das Oliveiras, sem vítima
  3. Tombamento de árvore sobre casa no Jorge Teixeira 3, sem vítima
  4. Desabamento de casa mista na comunidade Fazendinha 2, sem vítima
  5. Desabamento de muro no bairro Novo Israel 2, sem vítima
  6. Deslizamento de barranco no Nova Cidade, sem vitimas
  7. Deslizamento de barranco no Nova Vitória, sem vitima

Com informações da assessoria.