Denúncia confirmada: Governo vai fechar laboratório da Policlínica Codajás e entregar serviço para a iniciativa privada

Policlínica Codajás Fechada 1

Policlínica Codajás Fechada 2A denúncia de que o Laboratório de Análises Clínicas da Policlínica Codajás seria fechado foi confirmada hoje (20) pela diretoria da unidade de saúde ao deputado estadual Luiz Castro (Rede), quando o parlamentar visitava a unidade, esta manhã.

A intenção, de acordo com a denúncia, é transferir o serviço (oferecido gratuitamente à população) para uma empresa privada, mesmo com o laboratório tendo pessoas com doutorado trabalhando, recepção e guiché e até atendimento preferencial para diabéticos, fato incomum em qualquer lugar do País.

“A terceirização vai ampliar ainda mais as dívidas do Estado, que irá chamar os concursados da Secretaria de Estado da Saúde (Susam). O mais estranho é que questionei sobre o assunto com o titular da pasta, Pedro Elias, e ele disse não ter conhecimento da situação, fato contestado pelos servidores da Policlínica”, afirmou Luiz Castro.

Em princípio, o governo do Estado estaria em contenção de despesa, mas o parlamentar informou tratar-se de um contrassenso privatizar serviços essenciais já prestados pelo Poder Público

Com cerca de 70 mil atendimentos gratuitos por mês, o laboratório tem Certificação de Qualidade ISO 9001, o reconhecimento da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas e do Programa Nacional de Controle de Qualidade, mas será entregue à iniciativa privada.

A chefe do setor laboratorial, dra. Marilene Corrêa, contou que há material – humano, estrutura física e equipamentos – suficientes para a demanda. Além disso, o Laboratório foi o primeiro a realizar o exame de dosagem hormonal, antes mesmo da iniciativa privada, em Manaus.

Luiz Castro irá solicitar ao governo do Estado qual a relação custo x benefício atual e qual a previsão para os gastos futuros na área de saúde, que ainda precisará relocar os servidores lotados na Policlínica.

Segundo o diretor da unidade, Fábio Shimizu, os servidores serão transferidos para o local de sua preferência.

Texto e foto: Juçara Menezes