Denúncia sobre suposto desvio da distribuição de peixes do programa do Governo do Amazonas é encaminhada ao MP, diz Wilker Barreto

Após matéria do Radar, Wilker Barreto encaminha ao MP denúncia de desvio da distribuição de peixes no escritório de Saullo Vianna

Foto: divulgação

A denúncia do suposto desvio de peixes, distribuídos pelo programa ‘Peixe no Prato’ para beneficiar parlamentares da base do Governo do Amazonas, foi encaminhada ao Ministério Público do Estado do Amazonas (MPAM). A representação ao órgão de controle foi protocolada na última terça-feira (19), e é de autoria do deputado estadual Wilker Barreto (Cidadania), que pede a apuração do uso da máquina pública estadual para fins eleitoreiros.

A representação do parlamentar contra o Estado foi baseada em reportagem do portal Radar Amazônico, veiculada no dia 12 de abril de 2022, onde um vídeo mostra a distribuição do pescado sendo realizada em frente ao escritório do deputado Saullo Vianna (União Brasil), na Zona Oeste de Manaus, que atua como um dos líderes do governo Wilson Lima na Casa Legislativa e concorrerá nas eleições deste ano como candidato a deputado federal.

“Imperioso esclarecer que a presente denúncia de desvio de peixes destinados à população em situação de vulnerabilidade é grave e merece que este órgão ministerial do Amazonas o apure e, constatando a veracidade dos fatos narrados, que haja a devida punição aos envolvidos, no rigor da Lei”, cita o documento.

O documento pede, ainda, a apuração e punição do MPAM dos denunciados durante a distribuição de peixes no bairro Jorge Teixeira, 2, na Zona Leste de Manaus, “onde houve desvio de alimento para fins de autopromoção dos agentes políticos”.

“Diversas famílias foram prejudicadas pelo descaso ocorrido na distribuição de peixe no bairro Jorge Teixeira, no dia 12 de abril de 2022, de modo que causou revolta na população local, conforme vídeos que circulam pelas redes sociais e portais de notícias. A insensibilidade dos acusados causa espanto, uma vez que, mesmo sendo conhecedores da realidade sofrida dessas famílias, os mesmos desviaram o alimento e o usaram para promover seus nomes e candidaturas”.

Reveja a live onde o Radar denunciou a falta de peixes