Depois de perder 38 patrocínios, Sikêra Jr. mantém anúncios da Caixa e do MEC

Após o programa Alerta Nacional, comandado por Sikêra Jr. na TV “A Crítica”, do Amazonas, e na RedeTV! ter perdido cerca de 38 anunciantes após declarações homofóbicas do apresentador, a edição desta quinta-feira do jornal teve um intervalo com apenas três anunciantes, sendo dois deles a Caixa Econômica Federal e o Ministério da Educação. No programa de hoje, o presidente Jair Bolsonaro concedeu uma entrevista direto do leito do hospital em que está internado com uma obstrução intestinal.

As informações foram publicadas pelo Sleeping Giants Brasil, criado para expor empresas que contratam anúncios em sites ou programas que disseminam fake news e declarações preconceituosas. O grupo foi o principal responsável pela campanha no Twitter para mobilizar usuários da plataforma a acionar as empresas que financiavam propagandas no programa de Sikêra Jr., convocando-as a cancelar os patrocínios.

 

O episódio homofóbico protagonizado pelo apresentador ocorreu no dia 26 de junho, mesma semana do dia internacional do orgulho LGBTQIA+. Ao comentar uma campanha publicitária do Burger King, que mostra crianças falando com naturalidade sobre relacionamentos homoafetivos, o apresentador chamou a comunidade de “raça desgraçada”.

“Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojentot”, afirmou Sikêra no programa.