Deputada desafia: “ao invés de mostrar que Manaus tem autoridade, mostre que Manaus tem prefeito”

Deputada Alessandra Campêlo capa

A deputada estadual Alessandra Campêlo (PCdoB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas nesta terça-feira, 16 de fevereiro, para cutucar o prefeito Artur Neto (PSDB). A parlamentar classificou como “autoritária” a postura do chefe do Executivo que no dia anterior ameaçou demitir funcionários da Guarda Municipal que protestaram em frente à Câmara por melhores condições de trabalho.

“O prefeito, num ato de autoritarismo, disse que ia mostrar que Manaus tem autoridade. Eu queria fazer um desafio ao prefeito: ao invés de mostrar que Manaus tem autoridade, mostre que Manaus tem prefeito. Vá resolver os problemas da cidade, pare de perseguir os funcionários que já são maltratados no seu dia a dia. Eu me coloco ao lado e em defesa dos guardas municipais da cidade de Manaus”, afirmou Alessandra.

A deputada lamentou que o prefeito não tenha cumprido as promessas mais básicas de sua campanha. Citou a falácia de Artur Neto sobre as creches, que ele prometeu entregar 120, mas inaugurou apenas sete. Alessandra disparou também contra a Prefeitura a respeito do fechamento de escolas, ruas esburacadas, transporte ruim e exagero nos gastos com publicidade.

“O prefeito, na verdade, foi na Câmara contar piada, falar besteira e ameaçar funcionário porque feitos, obras para a população ele não tinha nada para relatar. Ele coloca na televisão uma propaganda de que Manaus é uma nova cidade, só se for lá na casa dele que deve ter tido reforma”, concluiu Alessandra.