Deputada representa contra Prefeitura de Manaus no MPF pela falta de merenda nas escolas

Merenda Escolar - Deputada Alessandra no MPF - foto 2 - by Jimmy Christian

A crise no fornecimento da merenda escolar para os estudantes da rede municipal de ensino amplamente denunciada pelos pais e meios de comunicação se transformou em ação judicial. A batalha pela garantia dos direitos das crianças vai ser travada agora no Ministério Público Federal (MPF), que recebeu na tarde segunda-feira, 16 de novembro, uma representação da deputada estadual Alessandra Campêlo (PCdoB) contra a Prefeitura de Manaus.

A representação aconteceu quase uma semana após a deputada Alessandra constatar a falta de merenda no EMEF Desembargador Cândido Honório Ferreira (Alvorada 2) e nos CMEI’s Graziela Ribeiro (Alvorada 2) e Naíde Soares (Nova Esperança, por trás do supermercado DB). Chamou atenção também o atraso de dois meses no pagamento dos salários dos merendeiros e merendeiras, que são terceirizados.

“Boa parte dos recursos da merenda escolar são de origem federal através do Programa Nacional de Alimentação Escolar e a gente vê aí exemplo de prefeitos que chegaram até a ser presos por conta do mau uso desses recursos. Esperamos que o Ministério Público Federal proceda as investigações necessárias e tome as providências. No final das contas o que a gente quer é que o dinheiro público seja usado da forma correta e as crianças tenham direito a uma alimentação decente, já que nós pagamos impostos todos os dias para garantir que as crianças tenham merenda nas escolas”, justificou a parlamentar do PCdoB.