Anúncio Advertisement

Deputado Cabo Maciel denuncia coronel pelo uso de PMs como pedreiros

cabo_maciel_007

Empunhando fotos e vídeos, o presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Cabo Maciel(PR) se declarou “indignado” e considerou “abusiva” a atitude do comandante do CPM, coronel Gouveia, em obrigar os policiais que estão presos ou detidos cumprindo punição, a realizarem trabalho de pedreiro carregando tijolos. O parlamentar contestou a atitude do oficial e garantiu que vai notificar o Comando Geral da PMAM e o Ministério Público do Estado.

“A maioria dos militares”, explica Cabo Maciel, está lotado nas diversas Cicoms, mas cumpre punição de quatro dias de detenção por ter faltado um dia de trabalho. Outros, cumprem mais dias de detenção por infringir normas da instituição”.

Para o parlamentar é um contra-senso policiais cumprirem funções que não fazem parte de sua formação militar. “Não é infortúnio somente da capital, mas sim, desvio de função constatada em diversas unidades”, diz o deputado, acrescentando que o comandante da CPM, que deveria dar exemplo, prefere invariavelmente aplicar na sua unidade algo que não está correto. “Eles são forçados a realizar o trabalho, com o escopo de auferir dividendos dos cofres públicos, através de gordas diárias, que seriam pagas a profissional do ramo por uma obra que realizam em sua unidade militar”, denunciou.

Outro problema levantado pelo deputado Cabo Maciel é que os aparelhos de ar condicionados do alojamento não estão refrigerando o ambiente, devido ao excesso de sujeira. Alguns militares se dispuseram a limpar ou realizar pequenos consertos para manter o ambiente agradável, mas foram impedidos pelo coronel Gouveia.