Deputado critica decisão do governador de impor 16 vetos aos projetos da Assembleia

A decisão do governador Amazonino Mendes (PDT) de impor 16 vetos aos projetos da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) foi duramente criticada pelo deputado Sabá Reis (PR), classificando a atitude como uma tentativa de “confronto desnecessário” com o Poder Legislativo, já que alguns dos vetos não se justificam e incluem até leis propostas por membros da bancada governista. Os vetos chegaram nessa terça-feira (6) à Aleam e serão distribuídos para comissões especiais para análise.

Para o deputado Sabá Reis, os vetos são “desnecessários” e explicou que não está falando em “excesso” de vetos, e sim na postura do Governo do Estado, que pode gerar um confronto dispensável com o Parlamento. Como exemplo, Reis citou o veto a um projeto do ex-deputado, e agora vice-governador, Bosco Saraiva, para tornar a banda Blue Birds Patrimônio Cultural Imaterial do Estado. “Isso só cria uma celeuma, que poderia ser evitada”, declarou.

Outro exemplo é o veto a um projeto de sua autoria, que tornaria de utilidade pública uma entidade que realiza trabalho filantrópico no bairro de Educandos (Zona Sul). “Essa é a primeira vez que um governador faz um veto desse tipo, impedindo que uma entidade possa continuar ajudando a população”, destacou, concluindo que “o governador, com tanta coisa pra se preocupar, fica buscando um confronto desnecessário com a Assembleia”.

Fonte: Assessoria de imprensa do deputado