Deputado diz que novo plano de segurança do governador é mais uma farsa

Considerando o encontro do governador Amazonino Mendes (PDT), com o ex-prefeito da cidade de Nova Iorque (EUA), Rudolph Giuliani, para tratar de um plano de segurança pública para o Amazonas, como “mais uma farsa”, o deputado Sabá Reis (PR) encaminhou requerimento à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nessa quinta-feira (19), convocando a cúpula da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP), para apresentar relatório referente a essas tratativas.

O deputado Sabá Reis informou que o requerimento é dirigido especificamente ao secretário da SSP, Tenente-coronel QOPM Anezio Brito de Paiva e ao delegado geral de Polícia, Mariolino Brito, solicitando explicações detalhadas a respeito do que foi tratado pelo governador com a empresa Giuliani Security & Safety, consultoria dirigida por Rudolph Giuliani, e em que consiste o anunciado plano de segurança pública para o Amazonas que os americanos foram contratados para fazer.

Como não houve comunicação à Aleam sobre a iniciativa do governador, Sabá Reis pede que o secretário e o delegado geral compareçam à Casa, na próxima quinta-feira (26), para informar sobre o que consiste o diagnóstico levado pelo governador e o protocolo de intenções com a consultoria para implantar um sistema de combate ao crime no Amazonas. “Estou apresentando requerimento, porque o Amazonino fala que levou um diagnóstico e nós precisamos saber no que consiste esse relatório e quanto está custando para o povo do Amazonas essa consultoria”, disse.

Dentre as indagações do deputado Sabá Reis constam as seguintes: “Em que consiste esse protocolo de intenções (resposta com cópia)? Qual a modalidade licitatória? Qual o valor global que vai ser desembolsado para isso? Quem integrou a comitiva do governo que foi a Nova Iorque? Em que aeronave foi feito o translado, qual o custo por tripulante e qual o plano de voo? O governo fez também consulta em outro lugar ou empresa?”, indagou.

Impedimento

Finalizando seu pronunciamento, o deputado Sabá Reis fez um agradecimento ao líder do governo, deputado Dermilson Chagas (PP), por uma declaração dada à imprensa a respeito do requerimento que pede o impedimento do governador, por viajar sem comunicar à Aleam, onde o líder confirma o mando constitucional para que o governante apresente relatório circunstanciado de viagem, em até 15 dias após o retorno, quando se ausentar do país. “Isso confirma a justificativa do requerimento”, afirmou.