Deputado flagra alteração de documento que mostra falta de 55 medicamentos no 28 de Agosto

O deputado estadual Wilker Barreto teve, novamente, seu direito como parlamentar cerceado no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto, na última segunda-feira (4). Ao visitar a unidade, ele vivenciou uma situação dramática ao não conseguir ter acesso às informações verídicas quanto à lista de insumos que faltam no local.

Na ocasião, um documento do hospital foi alterado e passado ao parlamentar. Apesar da manobra da unidade, o deputado ainda conseguiu constatar que o número de medicamentos zerados aumentou, após Barreto completar um mês de visita no hospital.

“Eu passei uma hora aguardando ser atendido, pois mais uma vez o diretor do hospital não estava (Eduardo Mesquita Jr). Caso a espera fosse resultar em informações ou num atendimento pacífico, sem problemas, mas não foi o que aconteceu. Fui recebido por uma enfermeira que disse estar responsável pela unidade, e ela questionou o motivo das minhas visitas acontecerem nos finais de semana ou feriado. Segundo ela, eu deveria vir em horário comercial. Após isso, uma sucessão de episódios infelizes começaram, até o momento em que uma lista real de medicamentos me foi passada e tirada da minha mão. Lá constava a realidade dos fatos, mas me foi entregue uma alterada, que não condiz com o verdadeiro”, contou Wilker.

Após ser informado que a relação de estoque de medicamentos não poderia ser passada, o deputado foi até a farmácia do hospital.

Na ocasião, um funcionário o atendeu e disponibilizou a lista. Em seguida, uma superior do setor chegou, disse para o humanista que ele não poderia ter acesso aquele material, pediu a devolução, e entregou uma nova lista, esta sem estar no papel timbrado do hospital e sem assinatura de responsável pela informação. No documento oficial constava a falta de 55 medicamentos, enquanto que no alterado apenas 19.

“A lista é visivelmente alterada e me foi explicado que a lista oficial não poderia ser entregue devido ordens superiores. Disseram que se eu quisesse, poderia copiar manualmente os itens e ficar para mim, mas tirei foto do documento. A partir daí, se instalou um caos entre os funcionários, principalmente em relação ao funcionário que me fez a entrega deste relatório pela primeira vez. Mas irei me debruçar nesta situação, pois um funcionário não pode sofrer represália por falar a verdade”, disse Wilker Barreto.

“Convite”

No dia 16 de fevereiro, Wilker Barreto levantou que 55% dos remédios estavam em falta no HPS 28 de Agosto, sendo 29 essenciais e 18 vitais. Na visita desta segunda, o número de medicamentos em estoque zero aumentou, alcançando mais de 60%, isso sem contar com os Produtos para a Saúde (PPS), uma vez que o deputado não conseguiu ter acesso a lita dos mesmos.

Diante do cenário crítico de sonegação de informação e alteração de dados, o parlamentar fez um convite ao vice-governador e secretário de saúde (Susam), Carlos Almeida, para que eles visitem juntos o 28 de Agosto nesta quarta-feira (6), às 14h.

“O governador esteve em audiência pública na Assembleia e pediu desculpas formalmente quanto ao fato de eu ter sido barrado no 28 de Agosto no dia 23 de fevereiro e disse, na ocasião, que eu teria acesso livre em qualquer unidade, inclusive poderia ter qualquer informação a respeito da saúde. Pois eu acho que estão desrespeitando uma pedido do vice-governador e, por isso, o convido para juntos realizarmos uma visita no 28 de Agosto na quarta, após o Carnaval, e aí acredito que teremos acesso com mais facilidade as informações e poderemos contar com a presença do diretor da unidade. O que aconteceu hoje aqui foi extremamente desagradável”, ressaltou o parlamentar.

Com informações da assessoria do deputado.