Deputado garante que ônibus para PcD voltarão a circular em Manaus

Fora de circulação há mais de um mês, o deputado estadual Luiz Castro (Rede) garantiu que os ônibus para as Pessoas com Deficiência (PcD) voltarão a circular na capital. O compromisso foi firmado após uma reunião entre o parlamentar, o proprietário da Global Transporte, Rosano Conte, representantes da Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) e do Centro de Vida Independente do Amazonas (CVI).

Segundo Luiz Castro, a empresa se comprometeu de que os três carros do programa voltarão a circular já na próxima segunda-feira (25). “O Transporta é de extrema importância para as pessoas com deficiência, especialmente as que têm mobilidade reduzida. Ouvimos do proprietário da Global o reconhecimento de que há essa falha, ele também apontou as dificuldades e alertamos que não podemos aceitar uma resolução que prejudique as Pessoas com Deficiência”, assinalou o deputado.

Castro, que preside a Comissão Especial de Políticas Públicas de Acessibilidade (Cepa), informou que houve uma denúncia a SMTU de que a frota estava desfalcada. Logo, foi constatado que todos os ônibus parados. Como presidente, o deputado assumiu o compromisso de acompanhar e cobrar o retorno dos veículos.

O presidente do Centro de Vida Independente do Amazonas (CVI), Ronaldo Brasil, destacou que o retorno do Transporta ajudará a retomar a rotina de 30 pessoas com deficiência de alta complexidade (manhã e tarde).

“A consequência desse retorno é que PcDs poderão voltar a fazer a reabilitação. As ações de controles sociais, junto com a Cepa, são de trazer impacto direto para a vida de PcDs, com exemplo prático do que precisamos focar no que se refere a lutar por direitos”, afirmou Brasil.

O Programa Transporta é um serviço de transporte gratuito na modalidade Porta a Porta, criado a partir do Decreto Municipal número 8.488, de 30 de maio de 2006, destinado às Pessoas com alto grau de mobilidade reduzida, impossibilitadas de utilizar os meios convencionais de transporte coletivo.

Com informações da assessoria do deputado