Deputado quer convocar general Augusto Heleno para tratar sobre espionagem na Amazônia

O deputado federal José Ricardo (PT) anunciou, nesta terça-feira (12), na tribuna da Câmara Federal, que entrará com requerimento convocando o ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno Ribeiro, para prestar informações sobre a notícia de que o Governo Federal vai espionar a Igreja Católica durante a reunião preparatória do Sínodo da Amazônia, período em que ouvirá os ribeirinhos, os indígenas e os quilombolas, para definir proposta e sugestões para a situação da Amazônia sobre mudanças climáticas.

“O governo deveria ajudar a Igreja Católica no combate à violência, e apoiar as várias iniciativas de luta que ela tem em defesa dos direitos sociais da população, ao invés de espionar, censurar, perseguir e ameaçar essa instituição que tanto tem ajudado o povo brasileiro”, disse José Ricardo informando que os escritórios da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) em Manaus, Belém, Marabá, Porto Velho e Boa Vista, estão sendo mobilizados para acompanhar reuniões preparatórias para o Sínodo da Amazônia.

De acordo com documentos publicados pelo Palácio do Planalto, o presidente quer conter o que ele considera um avanço da Igreja Católica na liderança da oposição ao atual governo.

O parlamentar alegou, ainda, que a Igreja é uma aliada do PT, já que o partido surgiu dela e dos movimentos sociais de massa, e por isso está se articulando para influenciar setores da sociedade acerca dos debates que são protagonizados pelo sigla.

Com informações da assessoria do parlamentar.