Deputado repudia atitude do governador de recorrer à Justiça para manter contrato milionário de aluguel de jatinho

Foto: Assessoria

Em sessão ordinária da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) desta quinta-feira (11), o deputado estadual Wilker Barreto (Podemos) repudiou a decisão do Governo do Amazonas em recorrer ao Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) contra a suspensão do contrato de aluguel de aeronave do Tipo Jato Executivo, no valor de R$ 9,3 milhões. O Executivo ingressou com um agravo de instrumento para reverter a determinação da Justiça, mas o desembargador Anselmo Chíxaro negou o pedido.

Em seu discurso, o parlamentar criticou a medida do Governo e parabenizou a atitude do desembargador, que indeferiu o pedido do Executivo alegando que a contratação da aeronave “não guarda relação com o enfrentamento de emergência decorrente da pandemia da Covid-19”.

“Eu sempre acreditei que o bom senso precisa ser um dos norteadores de um gestor, mas para o governo Wilson Lima, essa palavra não existe no dicionário. Quero aqui publicamente parabenizar a atitude do Tribunal de Justiça na pessoa do desembargador Anselmo Chíxaro que cancelou o mimo do governador. Fica aqui o meu repúdio”, ponderou Barreto.

Ainda durante a sessão, o deputado voltou a pedir que a Casa avalie os pedidos de impeachment ingressados contra o governador. “A justiça negou o agravo, mas o ato dele é afrontoso, mostra que ele não mede esforços e perdeu o senso da moral ao recorrer da decisão da Justiça. Esta Casa precisa dar celeridade ao processo de impeachment de um governador que precisa, ainda esse ano, tirar a faixa de governador e pegar um par de algemas no pulso”, finalizou.

No dia 2 de fevereiro, o TJAM já havia determinado a suspensão da contratação de aluguel de jatinho do Governo do Amazonas, após ação popular de autoria de Wilker Barreto.

 

(*) Com informações da assessoria