Deputados aliados de Davi Almeida anunciam apoio a Braga

A coligação ‘União Pelo Amazonas’ apresentou, nesta segunda-feira (7), os novos apoiadores da campanha para o segundo turno da eleição suplementar. Deputados da base aliada do governador interino, David Almeida (PSD), que estavam na campanha da candidata Rebecca Garcia (PP) no primeiro turno, se manifestaram favoráveis a candidatura de Eduardo Braga (PMDB) e Marcelo Ramos (PR).

Braga agradeceu o apoio dos que já se manifestaram, mas ressaltou que continua buscando outras pessoas para, segundo ele, fortalecer a aliança e ganhar a corrida eleitoral no segundo turno. “É uma caminhada vitoriosa e estamos felizes por chegar no segundo turno construindo novas alianças, principalmente a aliança com o povo. Vamos para o segundo turno cada dia trabalhando mais. Estamos convictos que o Amazonas tem jeito e que no segundo turno vamos ter a vitória”, disse.

Eduardo Braga disse que já iniciou as conversas com o governador interino, David Almeida, e que aguarda o apoio dele para o segundo turno. “Por telefone conversei com o governador. Não fomos além de uma conversa telefônica. Estamos ainda conversando. Estávamos reunios ainda pouco com os líderes dos demais partidos. Conversei com Eron Bezerra e Wanessa Grazziotin, também conversei com Sinésio Campos, que é presidente do PT e com os coordenadores de campanha da Rebecca”, comentou ao ressaltar que ainda não obteve retorno de Rebecca e José Ricardo (PT), mas que segue tentando o apoio deles. “Estamos conversando com todos, estamos abertos a isso. Todos os candidatos disputaram com garra e brilhantismo”, afirmou.

Para o candidato seria uma falta de coerência conversar com o senador Omar Aziz e pedir seu apoio. De acordo com ele, Omar foi o princípio do que ele classificou como caos, na saúde, segurança e educação. “Quem apoiava o Melo está do lado de lá, aqui estão as pessoas que querem fazer o melhor pelo Estado. Sabemos que temos um grande desafio pela frente, mas esses desafios serão vencidos. O Omar deu iniciou ao governo Melo e eu não quero ser conivente com quem fez o Estado retroceder. Eu quero tirar o Amazonas da crise e para isso não posso conversar com quem nos colocou nela”, argumentou.

O deputado Ricardo Nicolau (PSD), afirmou que a base aliada do governador interino, David Almeida (PSD), escolheu não seguir a orientação do senador Omar Aziz (PSD), que, de acordo com Nicolau, pediu o apoio para Amazonino Mendes (PDT) no segundo turno.

Nicolau disse ainda que o governador David Almeida entendeu a escolha dos demais deputados, e que, no momento certo, vai aparecer na campanha. “Somos aliados do David, damos apoio a ele na Assembleia, e ele de forma serena entendeu que o Amazonas precisa mudar. No momento certo ele vai participar desse processo eleitoral”, comentou.

Ricardo Nicolau falou em nome dos deputados Sabá Reis (PR), Francisco Souza (Podemos), Platiny Soares (DEM), todos da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM). Nicolau disse ainda que eles não aceitariam apoiar Amazonino Mendes.

“Estamos aqui por entender que ele é o melhor para um futuro melhor com segurança e garantia precisamos de quem tem vontade política de fazer mais pelo Amazonas, com um trabalho enérgico com força e união. É preciso ações imediatas e o Eduardo e Marcelo tem o desafio de fazer o melhor. Muitos ainda virão para apoiar nesse processo de construção”, disse.

O deputado disse ainda que antes do segundo turno os deputados já não aceitavam a possibilidade de apoiar o Amazonino. “Deixamos claro ao senador Omar que não íamos marchar com o Amazonino. Nós estávamos com a Rebecca, e no segundo turno escolhemos estar com o Eduardo Braga e Marcelo Ramos”, ponderou.

O líder do governo na ALE, Sabá Reis, afirmou que deixou as diferenças de lado e decidiu dar seu apoio à Eduardo Braga. No primeiro turno ele contrariou o Partido da República e decidiu seguir os passos de David apoiando Rebecca, após um desentendimento com o partido dele. Ao ser questionado sobre ter declarado que tinha intolerância estomacal ao pensar em se aliar com Eduardo Braga, Sabá afirmou que tomou uma decisão política e não pessoal.

“Minha decisão é para dizer a todos que o jogo é outro. Eu sempre tive intolerância com o Eduardo e ele comigo, mas podemos nos apoiar. Eu estou tomando uma decisão política porque entendo que o Eduardo é melhor para o Amazonas. Ninguém aqui vai casar com o Eduardo, queremos que ele faça mais e melhor pelo Estado”, rebateu.

O vereador Iran Nicolau (PSD), afirmou que, na visão dele, Amazonino Mendes representa o que há de mais atrasado no Estado. Ele ressaltou que se sente triste em ter o Amazonino como opção. O parlamentar se pronunciou em nome dos vereadores que já estavam apoiando Braga, Gedeão Amorim (PMDB), Joana D’arc (PR) e Marcel Alexandre (PMDB).

Fotos: Erik Oliveira