Deputados batem boca durante votação de projeto que transforma Fundação Alfredo da Matta em Hospital (ver vídeo)

Fausto Júnior (MDB) ainda cogitou eventual 'porrada' com o colega Sinésio Campos (PT)

Foto: Divulgação

Na sessão plenária dessa quarta-feira (06) da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), os deputados Fausto Júnior (MDB) e Sinésio Campos (PT) se desentenderam durante a deliberação sobre o Projeto de Lei Ordinária nº 402/21, que trata sobre a transformação da Fundação de Dermatologia Tropical e Venereologia Alfredo da Matta (FUAM) em Fundação Hospitalar.

A matéria estava incluída na pauta de votação do dia, mas foi retirada pelo secretário em exercício, deputado Fausto Júnior, o que irritou Sinésio.

“É uma questão de ordem. Eu não aceito que o secretário, que não é secretário, fique manipulando a pauta. Vossa excelência fica manipulando a pauta. Tem um item que precisa ser votado e eu não aceito manipulação dele.”, afirmou Sinésio, aos gritos.

Em resposta, Fausto afirmou que apenas retirou o projeto de pauta para analisar a matéria e incluir uma emenda.  O parlamentar também afirmou que se sentiu desrespeitado pelo colega petista.

“Eu não sou contra a matéria. Mas existe um fator que está sendo legislado que é a questão da eleição da Fundação Alfredo da Matta e eu gostaria de apresentar uma emenda nessa matéria. Simples assim. Agora, o que não podemos admitir, é que decisões sejam tomadas no grito e quebrando o regimento interno”, justificou Fausto.

Em seu discurso na tribuna da Casa Legislativa, Fausto ainda afirmou que Sinésio o chamou para ‘porrada’ e que não faria isso por ‘motivos óbvios’.

“Nenhum deputado nessa casa é mais deputado que outro. Vossa excelência tem que ter respeito. Vossa excelência não tem autoridade nenhuma para interromper a palavra de ninguém. Eu não tenho medo de pegar porrada não. Se você está me ameaçando. Eu não iria para a porrada com você por motivos óbvios.”, disse Fausto.

Sinésio alegou que a discussão não era pessoal, e disse que Fausto, como membro da Comissão de Constituição. Justiça e Redação (CCJR) já deveria ter analisado e incluído sua emenda na matéria.

“Eu gostaria que o deputado Fausto ficasse atento com que eu estou falando. Vossa excelência é membro da CCJR e essa matéria passou por lá e vossa excelência não apresentou nenhuma emenda. Agora, vossa excelência apresentou o pedido de vista”, disse Sinésio.

A cena exaltou os ânimos no plenário e a matéria em questão foi retirada da pauta de votação.

Confira o momento da discussão entre os deputados: