Descumprindo medidas para conter pandemia, prefeito de Rio Preto da Eva vai realizar Marcha para Jesus e Réveillon

Fotos: divulgação do evento

Descumprindo as recomendações  da Organização Mundial de Saúde (OMS) de combate à pandemia do novo coronavírus e até mesmo o decreto do governador Wilson Lima, que proíbe qualquer evento festivo público ou privado no Amazonas enquanto perdurar o aumento de casos de Covid-19 no Amazonas, o prefeito do Rio Preto da Eva, Anderson Sousa decidiu realizar no dia 30 de dezembro a Marcha para Jesus e no dia 31 a festa de Réveillon no município, que fica 18 quilômetros da capital Manaus.

Até este domingo (27), Rio Preto, que tem população estimada em 32 mil habitantes, já registrou 2.078 infectados pela Covid-19, e 24 mortes pela doença.

Além das festas, o prefeito liberou todo tipo de atividade no município, inclusive os balneários com aglomeração de pessoas. Ele afirma que o vírus está controlado em Rio Preto e, na visão dele, não se teria necessidade no fechamento do comércio e de eventos, mesmo com os pacientes do município sendo encaminhados para Manaus, ajudando na superlotação dos leitos da Capital. Anderson disse, ainda, que está respaldado pelo Supremo Tribunal Federal.

“O STF garante que os municípios têm autonomia para revisar as medidas, pois sabem melhor o que está se passando”, justificou o prefeito em sua rede social.

O prefeito também afirmou que os eventos já estavam programados e que tinha 90% dos gastos executados, mas não levou em consideração que essas festas podem ser maiores do que o esperado, já que o público, principalmente da Capital, poderá procurar Rio Preto como alternativa ao fechamento proposto por Wilson Lima.

E ainda tentando justificar a realização das festas com aglomeração, o prefeito chegou a dizer nas redes sociais que “o vírus vai continuar e que a vacina não seria a solução”.

Em 2019, mais de 20 mil pessoas participaram da Marcha para Jesus, o número pode ser maior neste ano. “Os dois eventos vão continuar e vamos manter bares e restaurantes em funcionamento, com medidas protetivas”, disse o prefeito em sua rede social.

Em reunião que entrou pela madrugada deste domingo, o governador Wilson Lima decidiu flexibilizar a abertura do comércio no estado, mas não de outros pontos do decreto como eventos privados ou públicos.