Desembargador Claudio Roessing refaz decisão do juiz de Boca do Acre e Iran Lima retorna ao cargo de prefeito

Desembargador-Claudio-Roessing e Iran Lima 2

O desembargador do Tribunal de Justiça do Estado (TJAM), Claudio Roessing, reformou decisão do juiz do município de Boca do Acre, Jefferson Galvão, e determinou o retorno de Iran Lima ao cargo de prefeito daquela cidade. Iran Lima também é presidente da Associação Amazonense dos Municípios (AAM). Ele foi afastado do cargo por 180 dias a pedido do promotor de Justiça de Boca do Acre, Armando Gurgel em ação de Improbidade Administrativa, ajuizada em julho deste ano.

O Ministério Público do município ajuizou a ação após servidores públicos denunciarem o não pagamento do 13º salário de 2013 e 2014, e ainda 1/3 de férias do mesmo período. Segundo o promotor, o prefeito Iran Lima vinha há meses sonegando informações à promotoria de Justiça. O pedido de afastamento teria o objetivo de resguardar testemunhas de possíveis pressões e retaliações feitas pelo Chefe do Executivo, já que os denunciantes são servidores públicos, assim como preservar documentos aos quais sempre foi negado o acesso à promotoria de Justiça.

Segundo nota enviada pela assessoria de imprensa de Iran Lima, o desembragador Claudio Roessing, acatou a tese de defesa do prefeito. “O desembargador entendeu que não era necessário o afastamento de Iran da prefeitura para que a justiça continuasse as investigações”, diz assessoria do prefeito.