Dez dissidentes das Farc são mortos em operação militar na Colômbia

Dez dissidentes da ex-guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), entre eles um dos líderes que recusou o acordo de paz de 2016, foram mortos durante uma operação militar, informou o governo.

Rodrigo Cadete, de 52 anos, dos quais quase 40 em rebelião armada contra o Estado, foi morto pelas forças especiais do Exército e da polícia em Caquetá (sul do país), de acordo com o ministro da Defesa, Guillermo Botero.

“Além disso, nove guerrilheiros foram abatidos a tiro, além de vários capturados. Os combates continuam na região”, acrescentou Botero.

Na operação militar estão envolvidos 200 membros das Forças Especiais.