“Diante da crise que vivemos, ter energia é fundamental para vencer os desafios”, diz Eduardo

Às vésperas do primeiro turno das eleições suplementares no Amazonas, o candidato a governador do estado Eduardo Braga (PMDB) surpreendeu ao adotar, em seu penúltimo programa antes do pleito eleitoral, uma postura autocrítica em relação a uma característica já conhecida de sua personalidade política: a fama de “durão”.

“Dizem que sou um cara duro. No fundo, eu sou enérgico, coloco toda minha energia no trabalho. Mas aprendi também que, diante da crise que vivemos, ter energia é fundamental para vencer os desafios”, disse Eduardo, que vem de uma “maratona” de campanha no interior, onde visitou mais de 50 municípios em três finais de semana.

“Essa caminhada tem sido intensa. Tive a oportunidade de visitar 50 cidades, visitar lugares que guardo com muito carinho. Pude ouvir as pessoas e sonhar junto com elas. Sonhar aquele Amazonas que a gente quer de volta”, disse Eduardo. Para o candidato, a intensidade da agenda de campanha é um símbolo da dedicação que ele e Marcelo Ramos (PR) terão nos 15 meses de governo suplementar.

“Aprendi que devo ser enérgico sim para fazer o estado voltar a crescer. Buscar investimentos, cortar impostos e atrair empresas; zerar as filas da saúde em 120 dias e abastecer hospitais com remédios imediatamente. Devo ser firme sim pra combater a criminalidade, não ter acordo com bandido…”, finalizou Eduardo.

ÚLTIMO COMÍCIO

Os candidatos a governador e vice-governador da coligação União pelo Amazonas, Eduardo Braga e Marcelo Ramos (PR), fizeram, na noite desta quarta-feira (2), o último comício antes do primeiro turno das eleições no estado. Dessa vez, o Igarapé do Passarinho, na Zona Norte da capital, receberá a #ONDA15.

Foto: Divulgação

Assessoria de Comunicação

Esta matéria é de total responsabilidade do candidato