Diego Hypólito diz que em relação a prazer anal o importante é se permitir, caso haja vontade

Após assumir sua homossexualidade, Diego Hypólito foi convidado para ser garoto-propaganda de uma famosa marca de lubrificante íntimo e topou o desafio. Devido a grande repercussão causada por esse trabalho, foi questionado em entrevista se achava possível sentir prazer anal.
“Eu acredito que no sexo de certa forma é uma permissão para cada pessoa, então tem pessoas que têm (prazer anal) e outras não! O importante a meu ver é se permitir se tiver vontade”, respondeu o ginasta ao portal Observatório G.
O atleta destacou, ainda, que gravar uma propaganda de lubrificante é inusitado devido a preconceitos, por conta de pessoas que gostam de rotular atitudes alheias. “Nós precisamos inocentar mais o próximo e os que têm o ódio no coração, nós devemos encarar e combater com amor! Pois se combater com mais brigas, só iremos dividir cada vez mais as pessoas”.
A fala vem após Hypólito ser duramente criticado, em especial pela comunidade LGBTQIA+, por seu encontro com o presidente Jair Bolsonaro nessa quarta-feira (20). As inúmeras ofensas fizeram o atleta postar um vídeo nesse sábado em agradecimento aos amigos e afirmando que não desistirá de sua grande causa: o esporte.
“Venho aqui agradecer aos meus amigos pelas mensagens de carinho, estou surpreso, nunca fui tão xingado em toda a minha vida, nem quando eu falhei em Pequim ou em Londres. Eu tenho a dizer que a gente combate o ódio com o amor. É difícil escutar tantos xingamentos pesados de pessoas que nem me conhecem”, desabafou Hypólito, salientando que nunca deixou de lutar pelas minorias.