Dilma diz em cadeia nacional que população “tem todo o direito” de se indignar

presidente dilma

“O Governo deve ter humildade e autocrítica para admitir que existe um Brasil com problemas urgentes a vencer, e a população tem todo o direito de se indignar com o que existe de errado e cobrar mudanças”, afirmou a presidente Dilma Rousseff, na noite desta sexta-feira (6), em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV pelo Dia da Independência. Mas, fez ressaltou que também há o que comemorar, apontando a estabilidade econômica do País, garantindo que a inflação está em queda e fechará o ano dentro da meta.

Dilma fez um balanço dos cinco pactos anunciados por ela em junho, durante um pronunciamento em resposta às manifestações populares que se alastraram por todo o país naquele mês. Os pactos foram por saúde, educação, mobilidade urbana, reforma política e estabilidade fiscal. Ela afirmou existir “um Brasil de grandes resultados que não se pode deixar de reconhecer”, acrescentando: “Não podemos aceitar que uma capa de pessimismo cubra tudo e ofusque o mais importante: o Brasil avançou como nunca nos últimos anos”.

O pronunciamento foi gravado no último sábado (31). Na segunda-feira (2), a presidente viajou para a Rússia, onde participou da cúpula do G20. Neste sábado (7), ela participará do desfile em comemoração ao dia 7 de setembro e desfilará em carro aberto, a partir das 8:45m, na Esplanada dos Ministérios.