Dilma não foi a Parintins e nem vai a final da Copa das Confederações para evitar manifestações e vaias

Dilma india

A presidente Dilma Rousseff decidiu não ir a Parintins e, ontem, cancelou presença, neste domingo, ao jogo histórico da final da Copa das Confederações: Brasil x Espanha, no Maracanã. Além do risco de protestos do lado de fora, Dilma poderia ser alvo de vaias dentro do estádio, como ocorreu em Brasília, há duas semanas, durante a abertura da Copa, no estádio Mané Garricha.  As aparições públicas da presidente devem ficar cada vez mais raras, ainda mais depois de queda vertiginosa em sua popularidade. Segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (29) pelo jornal “Folha de S. Paulo”, a aprovação do Governo de Dilma Rousseff teria caído de 57% para 30%, a maior queda de popularidade registrada desde o início de sua gestão.