Diretor do Inep é exonerado após conclusão do Enem 2021

Igo Estrela / Metrópoles

O governo federal exonerou Alexandre Avelino Pereira do cargo de diretor de gestão e planejamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pela aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Pereira foi substituído por Jofran Lima Roseno, servidor cedido pela Controladoria-Geral da União (CGU).

A decisão, assinada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, foi publicada no Diário Oficial da União, de quarta-feira (19/1).

Além da nomeação de Roseno, a publicação traz o nome de Joelma Kremer como nova diretora de Políticas e Regulação da Educação Profissional e Tecnológica, e de Tassiana Cunha Carvalho, como chefe de Articulação e Fortalecimento da Educação Profissional e Tecnológica.

A exoneração de Pereira ocorre após a conclusão do Enem 2021, que teve fim no último domingo (16/1) com a reaplicação da prova para quem perdeu o exame em novembro passado.

O Enem foi realizado em meio a uma crise que levou mais de 30 servidores da entidade a renunciarem a seus cargos. Às vésperas do início da aplicação do exame, servidores do Inep denunciaram assédio moral e suposta interferência no conteúdo da prova.

O presidente do órgão, Danilo Dupas, e o ministro da Educação, Milton Ribeiro, negaram qualquer interferência na prova. Ribeiro destacou ainda que o problema dos servidores não era técnico, mas econômico.