Disfarçado de convite, prefeito de Lábrea convoca servidores públicos para reunião com Omar Aziz (ver vídeo)

Quem passou o “convite” ao Radar Amazônico foi um servidor público do município de Lábrea (cidade distante 702 km de Manaus), um de muitos que foram, na verdade, intimados pelo prefeito Gean Barros e o vice-prefeito, Mabi Canizo, a participar de reunião com o senador e pré-candidato à reeleição, Omar Aziz (PSD).

Segundo o servidor público, que não vamos identificar por motivos óbvios, no texto enviado pelo prefeito o tom é de convite, mas na verdade os servidores públicos e sua família foram obrigados a ir na reunião sob pena de sofrer represálias.

No vídeo, tem até locutor parecendo estar num comício de campanha política.

“Vamos acender as lanterninhas do celular pra ficar bonito! Pra comitiva do nosso senador, juntamente com nosso prefeitão e vice-prefeito…”

A reunião de apoio a Omar Aziz foi realizada nessa sexta-feira (10), no Centro Social Maçônico de Lábrea.

Revendo estudos de especialistas em Direito Eleitoral, encontra-se posicionamentos como este sobre o uso da máquina pública para beneficiar candidaturas.

“É intuitivo que a máquina administrativa não possa ser colocada a serviço de candidaturas no processo eleitoral, já que isso desvirtuaria completamente a ação estatal, além de desequilibrar o pleito – ferindo de morte a isonomia que deve permear as campanhas e imperar entre os candidatos – e fustigar o princípio republicano, que repudia tratamento privilegiado a pessoas ou classes sociais” – José Jairo Gomes (in Direito Eleitoral, 2017)

Veja o vídeo na íntegra: 

IMG_0631