Distritos de Saúde apresentarão ações de combate ao sarampo em Manaus

Para discutir as ações de combate ao sarampo em Manaus, cada Distrito de Saúde (Disa) da capital fará uma apresentação com a avaliação das ações por território em uma série de reuniões realizadas desta quarta-feira (29) até o dia 4 de setembro. As apresentações fazem parte da 2ª Etapa do Plano de Contingência de Contra o Sarampo, iniciada no mês de julho.

“A avaliação das ações de enfrentamento terá como finalidade reunir dados para verificar a efetividade do Plano de Contingência, sobre o impacto que poderá ser observado nas próximas semanas no controle do sarampo, se há necessidade de retornar as ações em determinadas áreas e as novas estratégias que poderão ser elaboradas. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) continua a intensificação com a oferta da vacinação em escolas, creches, instituições, centros comerciais e outros locais com grande circulação ou concentração de pessoas”, informou a subsecretária municipal de Gestão da Saúde, Adriana Elias.

As apresentações de cada Disa foram estabelecidas nessa terça-feira (28), durante reunião entre representantes da Sala de Situação de Vigilância em Saúde composta pela Semsa, Secretaria de Estado de Saúde (Susam), Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado.

Durante a reunião da Sala de Situação, o presidente da FVS, Bernardino Cláudio de Albuquerque, destacou a importância da continuidade do trabalho de ampliação da cobertura vacinal em todo o Estado do Amazonas, tanto na capital quanto nos municípios do interior, já que a vacina é a principal estratégia na prevenção ao sarampo.

“As ações de combate à doença estão sendo efetivadas e em Manaus já se vislumbra um declínio, não somente nas notificações de novos casos suspeitos, mas também nas internações hospitalares por complicações do sarampo, que chegaram a registrar uma taxa diária de ocupação de 50 a 60 leitos em unidades hospitalares da rede estadual na capital, mas que hoje tem uma média de ocupação de 30 a 35 leitos”, destacou Bernardino Albuquerque.

A Semsa destacou que a vacina tríplice viral, que imuniza contra sarampo, caxumba e rubéola, também está disponível em 183 salas de vacina no município de Manaus, para a faixa etária de seis meses a 49 anos.