Dívida de R$ 102 mil do triplex de Guarujá é quitada

O novo proprietário do triplex de Guarujá, no litoral de São Paulo, quitou a dívida de R$ 102.900,22 de IPTU do imóvel, que é parte do processo contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A administração municipal confirmou que o montante entrou para os cofres públicos no início deste mês.

A Justiça em São Paulo determinou o bloqueio do triplex alvo da Lava-Jato, mas o juiz Sérgio Moro ordenou a venda em leilão público em janeiro deste ano. O imóvel foi “inadvertidamente penhorado, pois o que é produto de crime está sujeito a sequestro e confisco e não à penhora por credor cível ou a concurso de credores”, segundo o despacho do magistrado.

O triplex foi a leilão em abril e arrematado com oferta única de R$ 2,2 milhões. O apartamento foi comprado por Fernando Gontijo, que atua no ramo imobiliário de Brasília. Ele disse que viu “uma boa oportunidade” e classificou a compra como “um bom investimento”.

O imóvel está envolvido na condenação de Lula. O juiz Sérgio Moro condenou o ex-presidente em julho de 2017, alegando que a entrega e reforma do apartamento se tratavam de uma propina da construtora OAS, calculada em R$ 2,2 milhões. Lula atualmente cumpre sua pena desde o dia 7 de abril na Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba.

Fonte: G1