DPE doa kits de higiene pessoal para abrigados na Arena Amadeu Teixeira

Foto: Divulgação

Pessoas em situação de rua abrigadas na Arena Amadeu Teixeira, na Zona Centro-Sul receberam kits de higiene pessoal e roupas nesta terça-feira (11). A doação foi realizada pela Defensoria Pública do Estado (DPE-AM) após uma campanha interna com defensoras, defensores, servidoras que arrecadaram os produtos para que a população, abrigada desde março deste ano, possa manter a higiene pessoal e se prevenir contra à Covid-19.

Os kits contam com sabonete, shampoo, escova e creme dental, barbeador e desodorante, além de absorventes íntimos, no caso das mulheres.

Ao todo, 58 pessoas receberam os kits entregues pelo defensor público geral do Estado, Ricardo Paiva, e pelo defensor público Roger Moreira, titular da Defensoria Pública Especializada na Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, que idealizou a campanha. O restante dos produtos será encaminhando ao Centro de Reabilitação em Dependência Química (CRDQ) Ismael Abdel Aziz, localizado no km 53 da rodovia AM-010.

“A entrega desses produtos é resultado de uma campanha interna, feita por membros e servidores, que é, sobretudo, uma ação de cidadania e de ajuda ao próximo. Essa iniciativa vai contribuir para que as pessoas abrigadas possam manter a higienização, pois nesse cenário de pandemia a higienização requer atenção e contribuir para que as pessoas possam fazer isso de forma adequada é gratificante”, disse o defensor público geral Ricardo Paiva.

De acordo com o defensor Roger Moreira, a campanha foi possível a partir da participação e contribuição dos membros e servidores da DPE-AM.

“Fico muito feliz que a Defensoria abraçou a campanha com grande espírito de solidariedade que devemos ter. Na nossa missão enquanto defensores públicos não basta atuar só quando somos provocados. Precisamos ir atrás das vulnerabilidades. Verificamos a necessidade de ajudar as pessoas abrigadas na Arena Amadeu Teixeira e assim o fizemos”, ressaltou.

Para a secretária adjunta da Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), Andrea Cidade, a iniciativa da Defensoria fortalece o trabalho realizado no abrigo.

“Recebemos um gesto maravilhoso da Defensoria que é de grande importância para ajudar no trabalho de apoio às pessoas que estão no Abrigo Emergencial. A Defensoria sempre esteve conosco e sempre se demostrou muito preocupada com a situação das pessoas em situação de vulnerabilidade. A Seas sabe que pode contar com a Defensoria. Se todos nos unirmos poderemos superar essa pandemia e ajudar os mais necessitados”, destacou.

Sobre o abrigo

O Abrigo Emergencial, montado na Arena Amadeu Teixeira, passou a abrigar pessoas em situação de rua a partir do dia 30 de março. Contudo, desde o dia 26 do mesmo mês começou a ser feito atendimento inicial com a realização de triagem, oferta de banho e refeições.

O trabalho no abrigo é feito pelas secretarias de Estado de Assistência Social (Seas) e de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (Sejusc), e pelo Fundo de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (FPS).

O foco é dar assistência à população de rua que integra o grupo de risco para o coronavírus, que incluiu idosos, gestantes, pessoas com doenças respiratórias e cardíacas.

(*) Informações da assessoria