DPE e Funai irão realizar casamento coletivo de 300 casais indígenas no Amazonas

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) e a Fundação Nacional do Índio (Funai) firmaram, na última semana, um convênio para garantir a 300 casais da etnia tikuna de Benjamin Constant (a xx quilômetros de Manaus) o direito ao casamento civil gratuito e à celebração respeitando as peculiaridades culturais deste povo tradicional da Amazônia.

Com o convênio serão realizadas cerimônias de casamento coletivo em duas comunidades indígenas do município.

“Imediatamente me dei conta da nossa missão como defensor, de respeitar a realidade dos povos culturais, as regionalidades, principalmente em se tratando de Amazônia. A Defensoria prontamente abraçou a causa, criamos um grupo de defensores e assinamos esse termo de cooperação com a Funai”, afirmou o defensor público geral Rafael Barbosa.

Sem custos – A DPE pretende proporcionar a todos os casais um casamento totalmente sem custos e uma festa na medida e na forma da cultura de cada tribo.

“Queremos que os casais de indígenas tenham a mesma estrutura que temos na capital para casar e a gratuidade, respeitando a cultura deles e com uma celebração na comunidade onde vivem, na presença de seus familiares e amigos”, disse o defensor geral.

Com informações da DPE-AM.