DPE muda endereço de atendimento nas áreas de Família, Cível e do Idoso 

Foto: Divulgação/DPE

Para proporcionar uma melhor estrutura para o conforto da população que procura por assistência jurídica gratuita, a partir desta segunda-feira, 18, ocorrerão mudanças de endereços em unidades de atendimento da C(DPE-AM). 

Segundo a instituição, as unidades das 2ª a 5ª Defensorias Públicas de 1ª Instância Cível que funcionavam no Núcleo Casa da Cidadania, no conjunto Celetramazon, bairro Adrianópolis, passam a funcionar no 1º andar da nova sede da DPE, na avenida André Araújo, 679, bairro Aleixo, Zona Centro-Sul. A nova sede foi inaugurada no último dia 1°. 

No mesmo endereço e data também passam a funcionar, as unidades das 8ª a 24ª Defensorias Públicas de 1ª Instância Cível e as unidades das 1ª a 3ª Defensorias Públicas de 2ª Instância Cível. As unidades funcionavam no Núcleo da Defensoria da Rua São Luiz, bairro Adrianópolis. 

Já a Defensoria Pública de 1ª Instância Especializada de Atendimento ao Idoso, que também funcionava no Núcleo da Rua São Luiz, passa a funcionar no Núcleo Casa da Cidadania, no conjunto Celetramazon, Rua 2, Casa 7, Adrianópolis, nesta segunda-feira.

Interrupção para mudança 

De segunda até quinta-feira (21), haverá interrupção no atendimento da 1ª Defensoria Pública de 1ª Instância de Família, que funciona na Rua 24 de Maio, Centro. A suspensão dos serviços será necessária para a mudança da unidade também para o térreo da nova sede da DPE, onde o atendimento será retomado, a partir do dia 22 de novembro, sexta-feira.

Com a transferência dessas unidades descentralizadas e núcleos de atendimento para a nova sede, os espaços da Defensoria Pública nos PACs Alvorada e Compensa e o Núcleo Forense Cível da Rua São Luiz serão desativados.

O Núcleo da Casa da Cidadania, localizado no conjunto Celetramazon, Adrianópolis, receberá as Defensorias Especializadas de Atendimento ao Idoso, Saúde, Direitos Humanos e Interesses Coletivos localizada na Rua 24 de Maio, Centro.

O núcleo da Rua 24 de Maio, onde o prédio pertence à Defensoria, será mantido, abrigando a Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (Esudpam), o Grupo de Trabalho do Interior (GTI) e a central do Disk 129.

Com informações da assessoria da DPE-AM.