Dupla é presa com mais de 900 quilos de maconha em Manaus

Duas pessoas foram presas em flagrante com mais de 900 quilos de maconha tipo skunk, durante ação realizada pelo Departamento de Investigações sobre Narcóticos (DENARC) e Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (FERA), da Polícia Civil do Amazonas. A ação aconteceu em porto privado no bairro da Compensa, zona Oeste. Segundo a polícia, a maconha avaliada em cerca de R$ 15 milhões, seria distribuída para organizações do tráfico em Belém (PA), São Paulo e Rio.

“Essa foi uma das maiores apreensões registradas pelo Denarc este ano, o que é mais uma demonstração da força do trabalho diuturno realizado para combater o tráfico e a criminalidade no Amazonas. A Polícia está atuando de forma enérgica, combatendo de forma contundente este que é o maior mal da sociedade brasileira. Aproveito para pedir o apoio de todos, com denúncias. A população pode ligar para o 181, colaborar e confiar na polícia”, destacou o delegado geral Frederico Mendes.

A diretora-adjunta do Denarc, delegada Tamara Albano, informou que ao longo dos últimos 20 dias as equipes de investigação levantaram todas as informações sobre o transporte do entorpecente e aguardaram o momento ideal para o flagrante.

Foram presos em flagrante o motorista do caminhão Carlos Alberto Batista Varjão, 59, e Elen Cristina de Araújo, 31. Os dois estavam no porto e vão responder inquérito por tráfico de drogas. Eles foram apresentados nessa sexta-feira (2), na sede da Delegacia-geral.

Em depoimento, após a prisão, Carlos alegou ter sido procurado um dia antes por uma pessoa de identidade supostamente desconhecida para complementar a carga que levava em seu caminhão. Negou que soubesse o conteúdo e disse que recebeu R$ 1,5 mil pelo adicional.

Com informações da assessoria da SSP-AM